Carta à Comunidade Acadêmica

No último dia 24 de outubro, o Conselho Universitário da Universidade Federal de São João del-Rei manifestou publicamente sua apreensão para com a Proposta de Emenda Constitucional 241/2016 (agora 55/2016) do Governo Federal.

Por meio desta, mantemos nosso posicionamento solidário a todos aqueles que “se mostram preocupados com a ameaça da limitação dos investimentos públicos nos setores mais vitais para a sociedade brasileira”, em especial em relação aos serviços básicos de educação e saúde, ainda mais quando esses são os discentes da nossa própria instituição de educação.

O Conselho Universitário da UFSJ manifesta, portanto, seu apoio aos discentes e aos técnicos-administrativos em greve desta Instituição e reitera seu respeito às atividades grevistas determinadas em cada núcleo discente a partir da data quando foram deliberadas em meio a seus pares. Nessa perspectiva, compreendemos que é essencial que os docentes mantenham o diálogo com seus discentes a respeito das atividades letivas considerando o período de greve.

Mantemos nosso posicionamento de que “a Universidade Federal de São João del-Rei corre o risco de ter que restringir seu papel de relevância na inclusão social de seus estudantes, assegurado pela formação universitária gratuita e de qualidade”, e compreendemos, portanto, que é legítima a greve dos discentes, assim como as ocupações.

Reiteramos nossa compreensão em relação ao momento recessivo em que se encontra o País e o imperativo do equilíbrio das finanças públicas, mas não podemos aceitar que a condição imposta pela PEC 241 para a retomada do crescimento seja a do sacrifício dos serviços básicos para a população brasileira. E, nesse sentido, posicionamo-nos em favor daqueles que serão os mais prejudicados por esta medida, entre eles os discentes da nossa própria Instituição.


Publicada em 08/11/2016
Fonte: ASCOM

 Voltar