Reunião discute segurança nos campi da UFSJ

Representantes da UFSJ e do Banco do Brasil se reuniram na tarde desta segunda-feira (16), para discutir a segurança dos caixas eletrônicos localizados nos campi da Universidade. Estiveram presentes a pró-reitora de Administração, Vera Lúcia Meneghini; o prefeito de campus, Fábio Chaves; o reitor da UFSJ, Sérgio da Gama Cerqueira; e o gerente do Banco do Brasil de São João del-Rei, Elio Monteiro de Carvalho. Representantes do Banco Santander também foram convidados, mas não compareceram. O reitor explicou que as mesmas possibilidades serão repassadas aos representantes do banco espanhol.


Segundo Sérgio, a reunião foi convocada dada a necessidade de se “repensar a situação dos caixas eletrônicos que estão na UFSJ”. Ele sugeriu três alternativas para resolver essa situação: retirar o dinheiro dos caixas eletrônicos no fim do expediente e repor na manhã do dia seguinte, evitando que os caixas mantenham cédulas guardadas durante a noite, principal horário utilizado pelos assaltantes; a retirada de todos os caixas eletrônicos localizados nos campi da UFSJ; e também uma solução a longo prazo: desativar os caixas por tempo indeterminado, até que sejam construídas ‘baias’ de atendimento, que fiquem do lado de fora dos campi. Dessa forma, os caixas continuariam disponíveis para atender aos membros da comunidade, só que em locais que não estejam dentro dos espaços físicos da UFSJ.


O gerente do Banco do Brasil, Elio Carvalho, explicou que a estratégia de ampliação de atendimento atual é diferente da época em que os caixas foram instalados na UFSJ. Com a expansão no uso do Internet Banking, boa parte das necessidades dos usuários podem ser acessadas sem a necessidade dos caixas eletrônicos. Ele frisou que levará as demandas da universidade ao comando do Banco e que buscará alternativas para que o atendimento continue sendo oferecido, quer seja com a retirada diária do dinheiro ou com a criação de um novo posto de atendimento do lado de fora da UFSJ. A criação de um Caixa 24 Horas, que disponibiliza apenas um posto de atendimento para várias instituições financeiras também foi cogitada.


A Universidade Federal de São João del-Rei aguarda, para os próximos dias, resposta do Banco do Brasil sobre qual medida será tomada dentre as apresentadas na reunião.  


Publicada em 16/11/2016
Fonte: ASCOM

 Voltar