Confira a programação de eventos do 25º Inverno Cultural

14 de julho - sábado

10h
Cortejo de abertura: Cronos, Kairós, Irokô: DIÁLOGOS
Concentração e saída: Praça Carlos Gomes

16h
Conversa com o artista: A trajetória artística de Hilal Sami Hilal
Hilal Sami Hilal é capixaba de origem síria. Seu trabalho apresenta influências orientais cruzando a tradição moderna ocidental e a antiga arte islâmica. Entre suas principais exposições, estão o Panorama da Arte Brasileira em 1998, no Museu de Arte Moderna de São Paulo, e sua individual em 2007–2008, no Museu da Vale em Vitória, Espírito Santo, com curadoria de Paulo Herkenhoff, e que atraiu mais de 20.000 visitantes.
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

18h
Abertura da exposição: “Sherazade” de Hilal Sami Hilal
Lançamento do Selo Personalizado do 25º Inverno Cultural
Considerado pelo curador como o trabalho mais adequado para representar o tema do 25º Inverno Cultural da UFSJ - Kairós, um tempo possível, Ricardo Coelho afirma que a intervenção artística “Sherazade é uma delicada representação da vida que se mantém por um fio de encantamento”.
Período de visitação: 14 de julho a 12 de agosto, de 8 as 20h
Local: Centro Cultural da UFSJ, Praça Dr. Augusto das Chagas Viegas, 17 (Largo do Carmo).

19h
Projeto SambAgente: Show João Miguel e Grupo Reinovação
(São João del-Rei)
Nos três sábados durante o 25º Inverno Cultural da UFSJ, o Projeto SambAgente, em parceria com a AESBRA – Associação das Escolas de Samba, Blocos e Ranchos de São João del-Rei, apresenta grupos de samba de destaque na cidade promovendo a cultura e o acesso ao festival. O Projeto se inicia com o show de João Miguel e o Grupo Reinovação, que traz o melhor do pagode e do samba nacionais, imprimindo em seus shows a sonoridade, a irreverência e a descontração próprias da tradição do samba de roda e de quintal.
Local: Praça do Bairro São Geraldo

20h
Teatro: Eclipse
Grupo Galpão (Belo Horizonte).
Direção e Dramaturgia: Jurij Alschitz
(colocar a logo da Petrobrás abaixo do nome do evento e escrever “Patrocinadora do Grupo Galpão”)
Cinco pessoas aguardam o final de um eclipse solar. Enquanto isso, discutem sobre a existência e a condição humana perpassando os contos e a filosofia do escritor russo Anton Tchekhov. À medida que a espera se torna longa, o confronto dessas visões de mundo desencadeia uma série de situações absurdas. O espetáculo completa o projeto “Viagem a Tchekhov”, que propõe um mergulho na obra do autor russo.
Público-alvo: recomendado para maiores de 12 anos.
Local: Teatro Municipal

22h
Show: Leci Brandão
Local: Palco Kairós – Av. Leite de Castro, ao lado do Posto Vianini

 

 

 

15 de julho - domingo

15h
Exposição rotativa de ensaios fotográficos do curso de Comunicação Social – Jornalismo da UFSJ e convidado
Ensaios fotográficos sobre temas da vida urbana, com o congelamento das cenas como forma de reflexão sobre os tempos possíveis de Kairós. As cenas de paisagens cotidianas, as streetphotos, dão origem a uma exposição de fotografias rotativa, itinerante e interativa, que traz ao público um pouco do olhar de jovens fotógrafos de São João del-Rei, chamando a atenção para as paisagens urbanas que nos rodeiam.
Curadoria: André Neves P. Azevedo e Thiago Morandi
Fotógrafos: André Neves P. Azevedo, Carol Argamim Gouvêa, Paulo Filho, Ruzza Lage e Thiago Morandi
Supervisão: Kátia Lombardi
Período de visitação: 15 a 28 de julho, de 11 as 18h.
Local: Espaço Cultural Bar do Carioca, com intinerância nos ônibus coletivos municipais

16h
Dança contemporânea: Ressonâncias
Quik Companhia de Dança (Nova Lima – MG).
Concepção, criação e interpretação: Letícia Carneiro e Rodrigo Quik
Criação e execução da trilha sonora: Rodrigo Salvador e Matheus Almeida
O espetáculo dialoga com o teatro, a imagem e a performance. Este trabalho parte das dimensões do masculino e do feminino, considerando os processos de polarização e as dinâmicas de integração e desintegração presentes na contemporaneidade. A proposta acontece em espaços públicos e o objetivo é dialogar com as realidades locais, criando improvisações que se relacionam com a música, o público presente e as características culturais, arquitetônicas e históricas das cidades e lugares de cada apresentação.
Local: Praça da Igreja do Senhor Bom Jesus de Matosinhos

17h
Teatro infantil: O casamento da ararinha azul
Texto: Ângelo Machado
Direção: Fernando Bustamante (Belo Horizonte)
Um musical divertido, cheio de emoções e com profundo significado para a educação ambiental, conta a história de como as crianças de uma cidade mobilizaram toda a população para salvar a ararinha azul.
Local: Teatro Municipal

20h
Mostra Kairós Audiovisual
Local: Centro Cultural da UFSJ, Sala de Multímidia
Downfall (2012, 10’) Coordenador: Ulrich Plank (Alemanha). Dando continuidade à parceria entre a UFSJ e a universidade alemã HBK, o filme apresenta diferentes escalas de tempo e desestabiliza noções lineares sobre a vida.
Retalhos Digitais 5 (2012, 21’) Direção: Luiz Gustavo Costa (Lomão) e Rodrigo Maia (o Maia). A série Retalhos Digitais chega a sua quinta edição, trazendo poesia com imagens e narrações perturbadoras. O filme, realizado em Full HD, marca o registro do que era e do que ainda será, em sincronia com a linguagem cinematográfica contemporânea, questionando o tempo e promovendo uma investigação do passado nunca revelado neste presente.

20h30min
Apresentação de rap: Grupo Ideologia da Paz
(São João del-Rei)
Local: Palco Kairós – Av. Leite de Castro, ao lado do Posto Vianini

21h
Apresentação hip hop: BDCMC – Rajada Fatal
(São João del-Rei)
Local: Palco Kairós – Av. Leite de Castro, ao lado do Posto Vianini

21h30min
Show: Grupo Atitude Consciente
(São João del-Rei)
Local: Palco Kairós – Av. Leite de Castro, ao lado do Posto Vianini

16 de julho - segunda-feira

13h as 16h
Espaço Fortim: oficina de narrativa de causos e criação de personagens
Oficina de narrativa de causos da região. No fim de cada causo as crianças irão construir e dar vida aos personagens principais da narrativa.
Público alvo: crianças de 8 a 12 anos
Período: 16 a 20 de julho
Local: Fortim dos Emboabas - Rua Altamiro Flor, 103, Alto das Mercês

13h30
Colóquio interdisciplinar: Tempos possíveis
O Colóquio estabelece uma reflexão acerca da temática do tempo. As mesas redondas Temporalidades: entre o tempo histórico e a contemporaneidade eTemporariedades: Permanências e Efemeridades e as conferências contarão com as participações de convidados de diferentes campos de conhecimento e instituições.
Abertura: ATA, Reitoria UFSJ e Pro-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários
Local: Sociedade de Concertos Sinfônicos de São João del-Rei

14h
Colóquio interdisciplinar: Tempos possíveis
Conferencia de Abertura 1
Peter Pal Pelbart - PUC-SP
Local: Sociedade de Concertos Sinfônicos de São João del-Rei

15h
Colóquio interdisciplinar: Tempos possíveis
Conferencia de Abertura 2
Rosana Bianchini - Instituto Kairos
Local: Sociedade de Concertos Sinfônicos de São João del-Rei

16h
Colóquio interdisciplinar: Tempos possíveis
Mesa-redonda: Temporariedades: Permanências e Efemeridades
Rodrigo Minelli – Fundação Rodrigo de Mello Franco/UFMG
Fabiano Morais – Moov/Neocom
Mediador: ATA
Local: Sociedade de Concertos Sinfônicos de São João del-Rei

15h
Abertura exposição: Paisagens Mineiras Estado de Minas
A Exposição Paisagens Mineiras Estado de Minas é resultado do Concurso Cultural de mesmo nome realizado pelo Jornal Estado de Minas que teve por objetivo incentivar os mineiros a registrar as belezas e riquezas de nossa Minas Gerais.
Período de Visitação: 17 a 28 de julho das 10h às 18h
Local: Salão Nobre, ACI del-Rei

16h
Dança contemporânea: Ressonâncias
Quik Companhia de Dança (Nova Lima – MG).
Concepção, criação e interpretação: Letícia Carneiro e Rodrigo Quik
Criação e execução da trilha sonora: Rodrigo Salvador e Matheus Almeida
O espetáculo dialoga com o teatro, a imagem e a performance. Este trabalho parte das dimensões do masculino e do feminino, considerando os processos de polarização e as dinâmicas de integração e desintegração presentes na contemporaneidade. A proposta acontece em espaços públicos e o objetivo é dialogar com as realidades locais, criando improvisações que se relacionam com a música, o público presente e as características culturais, arquitetônicas e históricas das cidades e lugares de cada apresentação.
Local: Largo São Francisco


17h30min
Procissão de Nossa Senhora do Carmo
Missa Solene Concelebrada. Em seguida sairá majestosa Procisão. À entrada da Procissão, proceder-se-ão o Solene Canto do Te Deum laudamus e a Benção do Santíssimo Sacramento.
Local: Igreja de Nossa Senhora do Carmo

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura
Curadoria geral: Ricardo Coelho. Assistente curatorial: Phamela Dadamo.
Oficina-evento de caráter teórico-transdisciplinar composta por 11 encontros envolvendo profissionais de reconhecida competência no cenário artístico-cultural em âmbitos nacional e internacional. A I Mostra Ensaios de Arte e Cultura será oferecida como uma oficina regular com um total de 180 vagas. Não sendo completadas as inscrições para a lotação do Anfiteatro do Campus Santo Antônio, o público em geral poderá assistir às apresentações e aos debates livremente de acordo com a disponibilidade máxima de lugares do auditório.

Tema: Arte e o ensino da Arte na Universidade
João Quaglia é artista plástico e teve destacada atuação como professor em universidades públicas em diferentes estados do Brasil.
Hilal Sami Hilal é artista plástico e atuou como professor na Universidade Federal do Espírito Santo.

Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

20h
Mostra Kairós de Audiovisual
Local: CEREM, Sala de Multimídia
Religiosidades locais sob as lentes de estudantes de Comunicação Social – Jornalismo da UFSJ: a sessão consta da exibição dos 2 filmes seguidos por um debate entre a plateia e realizadores/as.
Tempo de Fé (2012, 7’) Direção: Thiago Morandi, Co-direção: André N. P. Nascimento. Realizado por um grupo de estudantes de jornalismo da UFSJ e de fotógrafos de São João del-Rei, durante a Semana Santa de 2012. O filme foi elaborado como exercício da técnica Time-Lapse, e retrata a Semana Santa na cidade histórica, reconhecida como uma das mais tradicionais do mundo. O trabalho foi filmado durante os 5 dias da Semana Santa de 2012, e foram captados aproximadamente 120 Gb em arquivos fotográficos.
Deus Esteja (2011, 30’) Direção: Mariana Fernandes. Filmado na zona rural de Resende Costa, o trabalho registra manifestações culturais do interior de Minas Gerais, acompanhando a devoção e a simplicidade da VIII Reza do Retiro Velho, na Cozinha da Viola, entre foliões, religiosos e violeiros.


17 de julho - terça-feira

10h
Colóquio interdisciplinar: Tempos possíveis
Mesa-redonda: Temporalidades: entre o tempo histórico e a contemporaneidade
Yacy Ara Froner Gonçalves – CECOR/Escola de Belas Artes/UFMG
Renata Peters - London College University
Mediador: ATA
Local: Sociedade de Concertos Sinfônicos de São João del-Rei

13h30min
Colóquio interdisciplinar: Tempos possíveis
Videoconferência
Andreia Moassab – Universidade de Cabo Verde/Universidade de Integração Latino-Americana
Local: Sociedade de Concertos Sinfônicos de São João del-Rei


14h30min
Colóquio interdisciplinar: Tempos possíveis
Conferência de encerramento
Paulo Sergio Duarte - Universidade Candido Mendes/RJ
Local: Sociedade de Concertos Sinfônicos de São João del-Rei

15h
Mostra Kairós de Audiovisual
Local: Anfiteatro Campus Santo Antônio
Produções locais em foco, com 3 filmes que revelam jovens diretores/as e artistas, protagonistas do audiovisual de São João del-Rei e região.
Whisky com Soda (2011, 19’) Direção: Victor Klier. Inteiramente rodado na cidade de São João del-Rei em 2011, com equipe técnica e de atores composta por moradores locais, o filme retrata a história de um cineasta tímido e inseguro, que em uma madrugada qualquer vai a um bar e conhece uma violinista cheia de personalidade. O diálogo entre eles trata de suas vidas pessoais, sobre relações e sobre histórias em quadrinhos.
Anarquia (2011, 15’) Direção: Masi Torres, Renata Felisatti, Juliano Pereira. Produzido em São João del-Rei pela Jambeiro Filmes, o curta-metragem foi concebido em parceria com a Cia Teatral Manicômicos e pensado inicialmente como um instrumento de suporte narrativo para a peça teatral Bordobangoballo. O filme transcendeu sua proposta inicial e adquiriu vida própria, retratando as desventuras vividas pelos imigrantes italianos que começaram a chegar a São João del-Rei para suprir a falta de mão de obra que a libertação dos escravos causou.
Retalhos Digitais 5 (2012, 21’) Direção: Luiz Gustavo Costa (Lomão) e Rodrigo Maia (o Maia). A série Retalhos Digitais chega a sua quinta edição, trazendo poesia com imagens e narrações perturbadoras. O filme, realizado em Full HD, marca o registro do que era e do que ainda será, em sincronia com a linguagem cinematográfica contemporânea, questionando o tempo e promovendo uma investigação do passado nunca revelado neste presente.

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura: Intervenção urbana
Leandro Selister é bacharel em Fotografia pela UFRGS. Atua como artista visual multimídia, designer gráfico e curador, tendo recebido diversos prêmios pelo Brasil.
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

19h
Palestra: A imagem da poesia e a poesia na imagem: diálogos entre a poesia e artes visuais.
Mário Alex Rosa (Belo Horizonte)
O poeta trará reflexões sobre as interfaces entre a poesia e as artes plásticas, e explicará qual a proposta presente em seu trabalho.
Local: Casa de Bárbara Eliodora, Praça Frei Orlando, s/n

19h30min
Abertura da exposição: Desambientes – Lavratório (Oratório de Palavras)
Exposição de Poemas-Objeto de Mário Alex Rosa
A exposição reúne 40 poemas-objeto em que o autor articula a linguagem plástica e a visualidade poética. Brinca com referências plurais, tanto da história da arte (os ready mades de Marcel Duchamp e as narrativas visuais de Joseph Beuys) como da poesia (a escrita híbrida e brincante do catalão Joan Brossa). São referências reprocessadas sob o filtro do olhar de Mário Alex Rosa, olhar este em que a palavra se encontra em contato íntimo com a imagem.
Período de Visitação: 17 a 28 de julho das 10h às 18h
Local: Casa de Bárbara Eliodora, Praça Frei Orlando, s/n

20h
Teatro: Oxigênio
Companhia Brasileira de Teatro (Curitiba)
Direção: Marcio Abreu
Texto: Ivan Viripaev
O espetáculo trata de assuntos contemporâneos como violência, terrorismo, racionalidade e consumismo. A trama parte de um crime passional. Um homem, acusado pelo assassinato da própria mulher, é condenado, juntamente com sua amante. A partir dessa fábula, começa uma discussão, polêmica e poética, sobre dramas de uma geração e o que é o "oxigênio" de cada um de nós. “A musicalidade da palavra expressa no texto, a forma de se colocar diante do público e a revisão do teatro como forma de contato com a plateia [...]” estão presentes nesse texto inédito no Brasil. O espetáculo recebeu os prêmios Questão de Crítica 2012 e Shell de Teatro 2012 de melhor ator para Rodrigo Bolzan.
Público-alvo: recomendado para maiores de 14 anos.
Local: Teatro Municipal

20h30min
Recital de piano: Antônio Carlos de Magalhães.
(Belo Horizonte)
Pianista e cravista, estudou licenciatura em Piano na Escola de Música da UFMG. Bolsista do I Festival Internacional de Cravo em Porto (Portugal), é pós-graduado em Práticas Interpretativas em Música Brasileira pela Escola de Música da UEMG. Atualmente, é diretor artístico do Programa Segunda Musical da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais.
O concerto abrangerá um repertório de música brasileira produzida no sécs. XVIII e XIX. Originalmente compostas para coro e orquestra, algumas músicas foram transcritas pelo músico para cravo e teclado.
www.culturamineira.com.br/acdemagalhaes
Local: Museu de Arte Sacra

22h
Festival de Música Pop & Rock da UFSJ
Abertura: FVRO. Montes Claros (MG)
Principal: CECÍLIA BRAVO. Lavras (MG)
Local: Palco Kairós

22h
Noite de poesia: Desencontro desmarcado
Poetas convidados: Ana Elisa Ribeiro (Belo Horizonte), Aroldo Pereira (Montes Claros), Grupo Barkaça (Divinópolis), Grupo Lesma (Conselheiro Lafaiete), Guilherme Pelodan (São João del-Rei), Jairo Faria Mendes (São João del-Rei), João Evangelista Rodrigues (Belo Horizonte), Jovino Machado (Belo Horizonte), José Antônio Oliveira de Resende (São João del-Rei), Léo Rigotto (São João del-Rei), Mário Alex Rosa (Belo Horizonte), Pedro Inácio (São João del-Rei), Ronald Claver (Belo Horizonte) e Toninho Ávila (São João del-Rei).
Os artistas irão se apresentar de forma livre. Serão realizadas leituras (de prosa e poesia), reflexões, performances e apresentação de vídeos, entre outras formas de expressão. No final, o palco será aberto para o público.
Lançamento do livro: Meu Bar Meu Lar, de Jovino Machado.
Público-alvo: recomendado para maiores de 16 anos
Local: Teatro do Campus Santo Antônio

 

18 de julho - quarta-feira

16h
Teatro de rua: Triciclo
Flor no peito Grupo de Teatro (Niterói - RJ)
Texto e direção: Marcio Libar
Uma pequena fábula sobre amizade, companheirismo e tolerância retrata os prazeres e as dificuldades de se viver coletivamente. Os palhaços Protocolo e Piter Crash, acompanhados pela sanfoneira Norma Nogueira, tentam apresentar seu show, porém esbarram nas dificuldades de entendimento inerentes ao homem. O texto, escrito em parceria entre o diretor Marcio Libar e o grupo, discute a necessidade de escuta, a generosidade, o valor da amizade, a força do encontro e o amor a arte.
Local: Praça N. Sra. de Fátima - Tijuco

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura: Jornalismo e crítica cultural
Curador: Ricardo Coelho. Assistente curatorial: Phamela Dadamo
Kátia Lombardi atuou como repórter fotográfica em diversos veículos de comunicação, tais como os jornais “Folha de São Paulo” e “O Tempo”. Atua como fotógrafa e é professora do Curso de Comunicação Social – Jornalismo da UFSJ.
Paulo Henrique Caetano é doutor em Estudos Linguísticos (UFMG) e mestre em Estudos Literários (UFMG). Atua no Curso de Comunicação Social - Jornalismo da UFSJ.
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

20h
Recital de viola e percussão: DuoJalal. (Nova York, EUA)
A partir de sua origem na música de câmara, o DuoJalal transita da Música Clássica ao Klezmer, do Oriente Médio ao Jazz, com uma hábil confluência, que é natural, exploratória e apaixonada. Assim como o casamento entre Kathryn Lockwood e Yousif Sheronik, sua música representa um amálgama orgânico de tradições culturais e estilos musicais. Audiências ficam encantadas como uma violista australiana de formação clássica incendeia seu instrumento com paixão – num minuto encarnando um violinista cigano e, no próximo, um flautista do Oriente Médio. Yousif, de ascendência libanesa, deslumbra ao manipular os sons com um simples estalar de dedos nas bordas de um pandeiro egípcio ou arrastando seus pés no cajon peruano. O nome do grupo é uma homenagem a Jalal a din Rumi, poeta do século XIII, cujas visões e palavras congregaram pessoas de diferentes religiões, culturas e raças. O DuoJalal abre suas portas a todas as comunidades para uma diversa e estimulante experiência intercultural.
Local: Teatro Municipal

21h
Mostra Kairós de Audiovisual
Local: CEREM, Sala de Multimídia
Antártica: janela polar (2011, 26’) Direção: Adriano Medeiros. Ao abrir a janela polar, um lugar grandioso e frágil surge à nossa frente. O último continente descoberto pelo homem impressiona por sua beleza e exuberância. Além da história deste ambiente gelado, o filme apresenta as aventuras e o cotidiano de pesquisadores brasileiros que trabalham neste isolado local, onde o tempo tem sua própria lógica.

22h
Festival de Música Pop & Rock da UFSJ
Abertura: DOLORES 602. Belo Horizonte (MG)
Principal: DJAMBÉ. Belo Horizonte (MG)
Local: Palco Kairós


19 de julho - quinta-feira

15h
Mostra Kairós de Audiovisual – Imagem dos Povos
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio
Abertura da mostra Imagem dos Povos, com a série Filmes da África e Diásporas. O objetivo da série é oferecer ao publico a pluralidade histórica e cultural da África e das comunidades surgidas pelas diásporas dos povos africanos. Seu foco principal é o olhar contemporâneo de artistas, estudiosos e pesquisadores na identificação das características, dos costumes, dos desejos e da singularidade de cada comunidade, povo, ou país enfocado. A série, organizada por Adyr Assumpção e Tâmara Ribeiro, reúne filmes realizados em diversos lugares do mundo e apresenta a complexidade e a diversidade de paisagens e culturas que compõem o universo da diáspora.
Terra Sonâmbula (2007, 96’) Direção: Teresa Prata (Portugal e Moçambique). Duas histórias separadas pela guerra e unidas por um diário. Entre a Guerra Civil e as histórias de um diário perdido, Muidinga e Tuahir são os heróis deste filme. Muidinga lê no diário, encontrado ao lado de um homem morto, a história de uma mulher encerrada num navio que procura o filho. Muidinga convence-se que é o menino procurado no diário. Vai então ao encontro da mulher, com Tuahir, um velho cheio de histórias que o trata como filho. A viagem é dura: eles movem-se entre refugiados em estado de delírio. Para não enlouquecerem, têm um ao outro. A estrada por onde caminham, como sonâmbulos, é mágica: entende os seus desejos e move-os de um lugar a outro, não os deixando morrer enquanto eles não alcançarem o tão sonhado mar. Os dias são de fuga, dos guerrilheiros e da fome; as noites são de busca de uma história de aventuras. O filme é baseado no livro homônimo do escritor moçambicano Mia Couto.

16h
Teatro de rua: Triciclo
Flor no peito Grupo de Teatro (Niterói - RJ)
Texto e direção: Marcio Libar
Uma pequena fábula sobre amizade, companheirismo e tolerância retrata os prazeres e as dificuldades de se viver coletivamente. Os palhaços Protocolo e Piter Crash, acompanhados pela sanfoneira Norma Nogueira, tentam apresentar seu show, porém esbarram nas dificuldades de entendimento inerentes ao homem. O texto, escrito em parceria entre o diretor Marcio Libar e o grupo, discute a necessidade de escuta, a generosidade, o valor da amizade, a força do encontro e o amor a arte.
Local: Praça do bairro São Geraldo

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura: Design gráfico e poesia visual
Curador: Ricardo Coelho. Assistente curatorial: Phamela Dadamo
Alécio Rossi é mestre em Comunicação Midiática e Design pela Unesp. Atua como designer e educador na gerência de desenvolvimento de cursos de graduação no Senac São Paulo.
Ângelo Mazzuchelli é professor adjunto do Departamento de Desenho da Escola de Belas Artes da UFMG. Doutor em Estudos Literários e pesquisador das relações texto/imagem.
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

19h
Lançamento de livros
Causos em Crônicas de Humor. José Antônio Oliveira de Resende e Ramiro José Gregório
O Épico Popular em Cenas de Paixão Segundo Congonhas. Júnia Cristina Pereira
Árvore da Vida (livro e CD). Poetas: Osmir Camilo Gomes, Wagner José Vieira e Patrícia Fonseca de Oliveira. Músicos: Wilson Ribeiro, Gastão Manfredinni e Sandro Leyloy
Travessuras e Memórias. José Ademir Mendes de Almeida
Pico do Itajuru: Memórias da Natureza. Adriano Medeiros da Costa
Audiovisual e Juventude: Documentando Patrimônios. Adriano Medeiros da Costa
Local: CESC – Centro Social e Cultural do 11º BIMth (Av. Hermilo Alves, s/n)

19h
Show: André Rocha e trio (Belo Horizonte)
André Rocha é violonista e compositor. Em seu trabalho, destaca-se a busca por uma sonoridade enraizada na cultura brasileira na sua tradição de música instrumental. Dedica-se ao Violão Brahms, instrumento de oito ou nove cordas que é tocado na vertical. Com esse instrumento, divide-se entre a criação de composições originais e transcrições e arranjos de importantes músicos brasileiros. André Rocha apresenta repertório de composições próprias e arranjos, numa formação de trio diferente, pautada pela sutileza sonora e originalidade dos arranjos.
Local: Teatro do Campus Santo Antônio

21h
Teatro: Holoclownsto
Troupp pas d'argent. (Rio de Janeiro)
Texto: Marcela Rodrigues e Natalie Rodrigues
Direção: Marcela Rodrigues
O espetáculo narra a história de seis clowns prisioneiros que se conhecem em plena guerra no último vagão de um trem rumo ao desconhecido. Nesse caminho, a tolice, a doçura e a inocência desses artistas transformam o horror da guerra numa poética. Uma jornada bem humorada e sensível até a alma do ser humano em sua condição de palhaço e vice-versa.
Local: Teatro Municipal

22h
Festival de Música Pop & Rock da UFSJ
Abertura: VALETESETE. Contagem (MG)
Principal: SEU BENÉ. São Paulo (SP)
Local: Palco Kairós – Av. Leite de Castro, ao lado do Posto Vianini


20 de julho - sexta-feira

15h
Mostra Kairós de Audiovisual – Imagem dos Povos
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio
Quilombo de Minas (Quilombo de Gurutuba – Norte de Minas Gerais) (2006, 20’) Direção: Cida Reis e Júnia Torres (Brasil). Escanteados e separados entre si por várias fazendas, os quilombolas Gurutubanos buscam, por meio do acampamento “Palmares”, recuperar parte de seu território. Organização, esperança, luta e fortalecimento identitário são os ingredientes que unem este povo remanescente de africanos escravizados no Norte de Minas.
Minha branquinha (Me Broni BA) (2008, 22’) Direção: Akosua Adoma Owusu (Ghana) Me Broni Ba é um apelido carinhoso para as crianças brancas, algo como “minha branquinha”, ou “meu bebezinho branco”. Na ausência de bonecas e bonecos que representem de forma lúdica o corpo negro, as crianças da cidade de Kumasi, em Ghana, brincam com bonecas e bonecos de cor branca. Uma criança de Ghana migra para os Estados Unidos e descobre a origem de suas bonecas brancas. O legado do colonialismo europeu na África é evocado por meio de imagens de mulheres fazendo tranças de cabelo em bonecas brancas.

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura: Acessibilidade em espaços culturais
Curador: Ricardo Coelho. Assistente curatorial: Phamela Dadamo
Alfonso Ballestero é artista visual, doutor em Poéticas Visuais pela USP. Já desenvolveu sistemas de acessibilidade para reconhecidos espaços culturais no Brasil e na Espanha.
Evandro Carlos Nicolau é mestre em Estética e História da Arte pela USP. Atua como chefe da Divisão Técnico-Científica de Educação e Arte do Museu de Arte Contemporânea da USP.
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

19h
Show: Onze
Marcos Frederico e Grupo (Belo Horizonte)
Show de lançamento do segundo álbum de Marcos Frederico, intitulado Onze. Além das músicas do CD, o quinteto executará clássicos do choro.
Local: Teatro do Campus Santo Antônio

20h
Show: Santa Morena
O show/concerto oferece ao público uma linguagem baseada na pesquisa de diversos estilos musicais. No repertório, canções e peças de nomes expressivos como Baden Powell, Heitor Villa-lobos, Jacob Bandolim, Gabriel Fauré, Milton Nascimento, Maurice Ravel, The Beatles, Edu Lobo, Sebastian Bach, Hermeto Pascoal, Alceu Valença, Michael Jackson e AC/DC. Os músicos Rafael Dias (violino), Max Sales (violão) e César Diniz (flauta) uniram-se à percussão de André Mendes, possibilitando a troca mútua de conhecimentos e experiências musicais
Local: Praça Dr. Guilherme Milward, Bonfim

20h30min
Apresentação de coral: Parece que foi ontem
Coral Céu na Boca (Santos)
O Espetáculo traz aos palcos uma reflexão sobte Kairós, o tempo propício. Sob direção cênica e musical de Iva Passos, o Coral propõe uma viagem pelo conceito de tempo, permeada por desafios e questionamentos, música e poesia, na tentativa de refletir sobre este instigante e intangível enigma.
Local: Teatro Municipal

22h
Show: Pato Fu ,“Música Brinquedo” (com a participação do Grupo Giramundo)
Local: Palco Kairós – Av. Leite de Castro, ao lado do Posto Vianini

 

21 de julho – sábado

15h
Mostra Kairós de Audiovisual – Imagem dos Povos
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio
Freddy Ilanga (2009, 24’) Direção: Katrin Hansing (África do Sul, Cuba e EUA) Em abril de 1965 , Freddy Ilanga, um jovem congolês de quinze anos, tornou-se professor e tradutor particular do idioma Swahili para Che Guevara, durante os sete meses da missão de Che para treinar rebeldes contra o governo de Joseph-Desiré Mobutu, no Congo. Após este período foi enviado a Cuba. Quarenta anos se passaram e ele perdeu todo o contato com sua família e sua pátria. E o filme trata do desalojamento de pessoas, com uma história sobre migração e desabrigo, e os elevados custos humanos do exílio e da separação familiar.
Ousmane (Dewenett) (2006, 15’) Direção: Dyana Gaye (Senegal & França) Ousmane é uma criança de 7 anos, mendiga nas ruas de Dakar, capital do Senegal. Com sua conversa e forma de pedir, Ousmane vai negociando, conseguindo o que deseja e prometendo ajuda a quem lhe ajuda. Para cumprir suas promessas, ele decide escrever uma carta para Papai Noel.

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura: A fotografia na arte contemporânea
Curador: Ricardo Coelho. Assistente curatorial: Phamela Dadamo
Eugênio Sávio é fotógrafo e mestre em Comunicação e Cultura pela UFRJ. Atua como professor de Fotografia na PUC Minas e, em 2004, criou o projeto Foto em Pauta.
Pedro Motta é formado pela Escola de Belas Artes da UFMG. Atua como artista visual e tem se destacado no cenário da arte contemporânea brasileira por meio da linguagem da fotografia.
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

19h
Projeto SambAgente: Show Boêmios de Isís
(São João del-Rei)
O Projeto SambAgente, em parceria com a AESBRA – Associação das Escolas de Samba, Blocos e Ranchos de São João del-Rei, apresenta grupos de samba de destaque na cidade promovendo a cultura e o acesso ao festival. Na voz de Isis Ferreira os Boêmios de Isis trazem o melhor do samba de raiz embalados por Noel Rosa, Cartola, João Bosco, Adoniran Barbosa, Clara Nunes, Bezerra da Silva, Clementina de Jesus entre outros grandes nomes do samba.
Local: Praça Santa Teresinha

19h
Evento: Empty Bowls
Ceramistas colaboradores, professores e alunos do curso de Artes Aplicadas da UFSJ.
O Empty Bowls é um projeto internacional de combate à fome, promovido desde 1990 pelo grupo Imagine/Render, uma organização não-governamental norte-americana. Nessa ação, os participantes fazem tigelas de cerâmica e servem uma refeição simples de sopa e pão. Os convidados, após a refeição, podem levar a tigela para si, em memória a todas as pessoas que passam fome no mundo. Em troca da tigela e da refeição, é sugerida uma doação mínima correspondente a dez dólares americanos, e os organizadores e patrocinadores do evento escolhem uma ou mais organizações de combate à fome, para as quais são doados 100% do dinheiro arrecadado.
Local: ACI Del-Rei

19h
Show: Voar sem fim
Luíza Lara e Trio (Divinópolis/MG). Direção e arranjos: Renato Saldanha
O show é o mais novo CD de Gê Lara interpretado por Luiza Lara. Juntos, acompanhados por Renato Saldanha, formam um acorde perfeito, um equilíbrio raro de se ver, uma harmonia que só a música é capaz de nos proporcionar.
Local: Teatro do Campus Santo Antônio


20h
Palestra: O herói no cinema brasileiro
Adriano Medeiros da Rocha. (Mariana/MG)
A palestra promove uma discussão sobre o arquétipo do herói e suas múltiplas facetas na cinematografia brasileira.
Público-alvo: acima de 14 anos
Local: CEREM, Sala de Multimídia

20h30min
Teatro: Amores surdos
Direção: Rita Clemente
Dramaturgia: Grace Passô
Grupo Espanca! (Belo Horizonte)
Uma família composta por um pai ausente, uma mãe zelosa e seus filhos. Mesmo quando acordados, eles não se ouvem, não se enxergam, não se percebem: reflexo de um cotidiano que os conduz à incomunicabilidade. Mais que a dificuldade de relação entre pessoas de uma mesma família, Amores Surdos fala da capacidade do homem de estar dormindo mesmo quando acordado e constrói uma metáfora da passagem para a vida adulta e a perda da inocência. O espetáculo foi realizado com o Prêmio Estímulo às Artes (Auxílio Montagem) da Fundação Clóvis Salgado, Palácio das Artes (2005).
Público-alvo: recomendado para maiores de 12 anos.
Local: Teatro Municipal

22h
Espetáculo de dança: O corpo negro na dança
Coreografia: Marco Antônio Garcia
Direção: Fernando Narduchi, Marco A. Garcia e José Marciel Silva
Cia. Balé de Rua de Uberlândia (Uberlândia/MG)
O corpo negro brasileiro, sua história, religiosidade, luta e resistência. Um corpo que se construiu no trabalho mas também na música, ritmos, celebrações e rituais religiosos. Um corpo que não se cansa e não desiste nunca cuja história se confunde com a construção do próprio Brasil. Falar deste corpo negro é falar de amor, alegria e celebração da vida.
Local: Palco do Inverno Cultural


22 de julho - domingo

15h
Mostra Kairós de Audiovisual – Imagem dos Povos
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio
Menged (2006, 21’) Direção: Daniel Taye Workou (Etiópia) O que pode acontecer no caminho do campo até o mercado? Pai e filho percorrem este caminho acatando os conselhos de todos que encontram, na tentativa de chegar com seu burro até o mercado. Uma fábula que revela uma Etiópia contemporânea, seus costumes e desafios.
Nora (2008, 35’) Direção: Alla Kovgan e David Hinton (EUA, Reino Unido e Moçambique). Baseado em uma história verídica. Nora Chipaumire, uma bailarina que vive em Nova Iorque, retorna ao Zimbabwe e, com a ajuda de artistas locais e bailarinos de todas as idades, conta a sua história, passando pela infância e a adolescência até imigrar para os Estados Unidos.

16h
Teatro de rua: O santo e a porca
Grupo Pé na Rua 2012. Galpão Cine Horto (Belo Horizonte)
Direção: Kalluh Araújo
Texto: Ariano Suassuna
O Santo e a Porca é uma comédia dividida em três atos que se aproxima da literatura de cordel e dos folguedos populares do Nordeste. Na trama, Suassuna narra a história de um velho avarento conhecido por Euricão Árabe, um devoto de Santo Antônio, que esconde em sua casa uma porca cheia de dinheiro.
Local: Praça do Distrito de Rio das Mortes

17h30min
Show de música infantil: Primeiras canções
Grupo Ziriguibum! (Belo Horizonte)
“[...] mas o que é Ziriguibum...? O que será Ziriguibum...?” A resposta está nas canções do quarteto, que ao longo do seu percurso vem criando um espaço em que a música é sempre descoberta e prazer. Com brincadeiras propostas pelo grupo, crianças, pais e educadores são convidados a interagir com as músicas entoadas num clima de muita descontração. No decorrer do espetáculo são apresentadas 13 canções que compõem o repertório do CD homônimo, além de outras duas canções inéditas. Um cuidadoso projeto idealizado por Dê, Cris, Ricu e Odi cria um clima mágico e envolvente, oferecendo uma rica experiência musical para toda a família.
Local: Largo do Rosário

19h
Teatro: Dos Gardênias Social Club
UMA Companhia. (Belo Horizonte)
Direção: Débora Vieira
A vitalidade da improvisação teatral apropria-se do universo da dança a dois para oferecer ao público a experiência do encontro com o inesperado. O teatro se transforma em uma casa de baile. Ao som do bolero, os atores performam histórias inéditas, construídas a partir de estímulos do público. Os espectadores são convidados a dançar com os atores e também com os demais convidados do “baile”.
Público-alvo: recomendado para maiores de 14 anos.
Local: CESC – Centro Social e Cultural do 11º BIMth (Av. Hermilo Alves, s/n)

20h
Palestra: Uma análise crítica das mídias sociais
Richardson Nicola Pontone (Belo Horizonte)
Um bate-papo sobre as mídias de massa e mídias digitais, com enfoque em redes sociais, propriedade intelectual, conteúdos, interlocução, metarrecepção midiática e apropriação, bem como em possibilidades de desvio e recombinação.
Local: CEREM, Sala de Multimídia

20h
Apresentação musical: Banda de Concerto de Volta Redonda (RJ)
Inicialmente estruturada como Banda Marcial, foi transformada em Banda de Concerto de Volta Redonda, em julho de 1982, com acréscimo de flautas, clarinetes e saxofones. A banda desenvolve um repertório pautado na música erudita, com o objetivo de proporcionar maior experiência aos seus músicos. Visa também a formar um público de novos apreciadores da boa música, atingindo principalmente os jovens e adolescentes.
Local: Teatro Municipal

 

23 de julho – segunda-feira

14h as 17h
Espaço Fortim: Monteiro Lobato no Fortim
Zandra Coelho de Miranda (professora do DAUAP), Kelley Caminha Nemer (bolsista de Extensão do Projeto Fortim dos Emboabas) e Marilene Alair da Silva (bolsista Atividade do Projeto Fortim dos Emboabas)
Atividades e brincadeiras promovidas pela equipe do Projeto de Extensão Fortim dos Emboabas da UFSJ, usando argila como matéria-prima.
Público alvo: crianças de 7 a 12 anos
Período: 23 a 27 de julho
Local: Fortim dos Emboabas - Rua Altamiro Flor, 103, Alto das Mercês

16h
Teatro de rua: Domdeandar
Espetáculo concebido a partir de uma pesquisa realizada em oito cidades do chamado Campo das Vertentes. A diversidade cultural de Minas Gerais é retratada por caminhos de religiosidade, fé, estórias, paisagens, personagens. Lirismo e muito humor tecem a trama desta estória que se inspira também em obra do escritor mineiro Fernando Sabino e encenada com músicas e sonoplastia executadas ao vivo.
Local: Senhor dos Montes

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura: Arte e Tecnologia
Curador: Ricardo Coelho. Assistente curatorial: Phamela Dadamo
Milton Sogabe é doutor em Semiótica pela PUC-SP. Atua como professor na Unesp e como artista visual na Equipe Interdisciplinar SCIArts, produzindo Instalações Multimídia Interativas.
Fábio Oliveira Nunes é doutor em Artes pela ECA/USP, artista multimídia e autor do livro CTRL+ART+DEL: Distúrbios em Arte e Tecnologia (Ed. Perspectiva, 2010).
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

20h
Mostra Kairós de Audiovisual
Local: Centro Cultural da UFSJ, Sala de Multimídia
Tempo de Fé (2012, 7’) Direção: Thiago Morandi; Co-direção: André N. P. Nascimento. Realizado por um grupo de estudantes de jornalismo da UFSJ e de fotógrafos de São João del-Rei, durante a Semana Santa de 2012. O filme foi elaborado como exercício da técnica Time-Lapse, e retrata a Semana Santa na cidade histórica, reconhecida como uma das mais tradicionais do mundo. O trabalho foi filmado durante os 5 dias da Semana Santa de 2012, e foram captados aproximadamente 120 Gb em arquivos fotográficos.
Deus Esteja (2011, 30’) Direção: Mariana Fernandes. Filmado na zona rural de Resende Costa, o trabalho registra manifestações culturais do interior de Minas Gerais, acompanhando a devoção e a simplicidade da VIII Reza do Retiro Velho, na Cozinha da Viola, entre foliões, religiosos e violeiros.

20h
Show: Only Time
Grupo Ânima. (São João del-Rei)
O espetáculo pretende resgatar, por meio da música, um pouco dos tempos perdidos de antigas civilizações e culturas primitivas. Com um repertório que inclui música celta, world music e música erudita, pretende-se “parar” o tempo acelerado da era tecnológica, levando a plateia a um estado mais reflexivo e introspectivo. Sem hierarquias culturais, Only time não quer se utilizar do tempo medido do relógio, mas instaurar a magia do tempo ritual num espetáculo multicultural e ao mesmo tempo universal.
Local: Teatro Municipal


24 de julho – terça-feira

9 as 18h
Intervenção fotográfica: O Estendal - o futuro a Deus pertence
O Estendal, coletivo criado no Rio de Janeiro, é uma ação cultural promovida por um grupo de fazedores de imagens, mais convidados e agregados, que visa a levar para as ruas e praças públicas imagens pensantes ou pensamentos imagéticos. Como que brincando de fazer arte, o grupo parte de uma expressão da língua portuguesa para fotografar, ou rebuscar em arquivos, imagens que traduzam o tema de alguma maneira bastante própria e individual.
Local: Largo da Igreja de São Francisco de Assis

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura: A cerâmica na arte contemporânea
Curador: Ricardo Coelho. Assistente curatorial: Phamela Dadamo
Norma Grinberg é doutora em Poéticas Visuais pela ECA–USP, onde atua como professora. Artista plástica e membro da Academia Internacional de Cerâmica (IAC – Suíça).
Máximo Soalheiro é artista multimídia, tendo desenvolvido, a partir de 1974, trabalhos em artes plásticas, arquitetura, design de objetos, design gráfico e produção de imagens.
Zandra Miranda é doutora pela Unicamp e professora do curso de Artes Aplicadas da UFSJ. Atua como artista visual, explorando interfaces entre a cerâmica e outras linguagens.
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

19h
Lançamento de livros
No Silêncio de um Show de Rock. Larissa Andreolli
Vaca Contemplativa em Terreno Baldio. Anelise Freitas
Lágrima Palhaça. Alexandre Faria
É Disso que o Torcedor Gosta. Rodrigo de Castro Resende
E a Vida Acontece. Marcelo César Silva
Local: CESC – Centro Social e Cultural do 11º BIMth (Av. Hermilo Alves, s/n)

19h
Teatro: Prometheus - a tragédia do fogo
Cia. Teatro Balagan. (São Paulo)
Direção: Maria Thaís
Texto: Leonardo Moreira
O espetáculo apresenta os diversos eventos que compõem o mito de Prometeu, estruturando-se a partir de dois princípios presentes nas narrativas míticas: a multiplicidade de perspectivas e a simultaneidade dos acontecimentos. Os atores-narradores e o coro buscam paralelos e fricções com outras formas de expressão, como o canto e a dança. A encenação estabelece um espaço de cruzamento entre mundos que, aparentemente, são separados: o passado e o presente, o tempo mítico e o tempo cronológico, as mitologias grega e africana etc., tentando se aproximar da experiência do mito que, talvez, somente o silêncio pode propiciar.
Público-alvo: recomendado para maiores de 14 anos.
Local: Sala Preta do prédio do Teatro, CTan


20h
Mostra Kairós de Audiovisual – Imagem dos Povos
Local: CEREM, Sala de Multimídia
Terra Sonâmbula (2007, 96’) Direção: Teresa Prata (Portugal e Moçambique). Duas histórias separadas pela guerra e unidas por um diário. Entre a Guerra Civil e as histórias de um diário perdido, Muidinga e Tuahir são os heróis deste filme. Muidinga lê no diário, encontrado ao lado de um homem morto, a história de uma mulher encerrada num navio que procura o filho. Muidinga convence-se que é o menino procurado no diário. Vai então ao encontro da mulher, com Tuahir, um velho cheio de histórias que o trata como filho. A viagem é dura: eles movem-se entre refugiados em estado de delírio. Para não enlouquecerem, têm um ao outro. A estrada por onde caminham, como sonâmbulos, é mágica: entende os seus desejos e move-os de um lugar a outro, não os deixando morrer enquanto eles não alcançarem o tão sonhado mar. Os dias são de fuga, dos guerrilheiros e da fome; as noites são de busca de uma história de aventuras. O filme é baseado no livro homônimo do escritor moçambicano Mia Couto.


21h
Show: UAKTI.
Paulo Sérgio dos Santos, Artur Andrés Ribeiro, Décio de Souza Ramos e Marco Antônio Guimarães (Belo Horizonte)
Nestes trinta e poucos anos de atividade, o grupo UAKTI desenvolveu um trabalho inédito e inovador na área de música instrumental, com amplos reconhecimentos nacional e internacional. A magia de sua música começa pela confecção de seus próprios instrumentos a partir de materiais do cotidiano: tubos de PVC, vidros, metais, pedras, borracha, cabaças e até água. O grupo é composto pelos músicos Paulo Sérgio dos Santos, Artur Andrés Ribeiro, Décio de Souza Ramos e Marco Antônio Guimarães, quem assina a direção musical e é responsável pela fabricação dos instrumentos. O som tem textura. Tem densidade, volume. O som tem forma, imagem e cor. O som mágico do UAKTI. Um som que atinge todos os sentimentos.
Local: Teatro Municipal


25 de julho – quarta-feira

9 as 18h
Intervenção fotográfica: O Estendal - pinto no lixo
O Estendal, coletivo criado no Rio de Janeiro, é uma ação cultural promovida por um grupo de fazedores de imagens, mais convidados e agregados, que visa a levar para as ruas e praças públicas imagens pensantes ou pensamentos imagéticos. Como que brincando de fazer arte, o grupo parte de uma expressão da língua portuguesa para fotografar, ou rebuscar em arquivos, imagens que traduzam o tema de alguma maneira bastante própria e individual.
Local: Largo da Igreja de São Francisco de Assis

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura: Aproximações entre artes visuais e direção de arte
Curador: Ricardo Coelho. Assistente curatorial: Phamela Dadamo
Renato Bolelli Rebouças é mestre em Artes Cênicas pela ECA-USP, arquiteto, diretor de arte e cenógrafo. Em 2009, recebeu o Prêmio Shell de Melhor Cenografia pelo espetáculo “Arrufos” encenado pelo Grupo XIX de Teatro.
Valdy Lopes é arquiteto formado pelo Mackenzie e atua na área de direção de arte no cinema. Entre os filmes em que trabalhou, destacam-se Insolação (2010), Linha de passe (2008) e Cinema, aspirinas e urubus (2005).
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

19h
Teatro: Prometheus - a tragédia do fogo
Cia. Teatro Balagan. (São Paulo)
Direção: Maria Thaís
Texto: Leonardo Moreira
O espetáculo apresenta os diversos eventos que compõem o mito de Prometeu, estruturando-se a partir de dois princípios presentes nas narrativas míticas: a multiplicidade de perspectivas e a simultaneidade dos acontecimentos. Os atores-narradores e o coro buscam paralelos e fricções com outras formas de expressão, como o canto e a dança. A encenação estabelece um espaço de cruzamento entre mundos que, aparentemente, são separados: o passado e o presente, o tempo mítico e o tempo cronológico, as mitologias grega e africana etc., tentando se aproximar da experiência do mito que, talvez, somente o silêncio pode propiciar.
Público-alvo: recomendado para maiores de 14 anos.
Local: Sala Preta do prédio do Teatro, CTan

20h
Mostra Kairós de Audiovisual
Local: Centro Cultural da UFSJ, Sala de Multimídia
Sessão dedicada a um contraste entre diferentes técnicas utilizadas na realização dos filmes, proveniente de diferentes universidades.
Downfall (2012, 10’) Coordenador: Ulrich Plank (Alemanha). Dando continuidade à parceria entre a UFSJ e a universidade alemã HBK, o filme apresenta diferentes escalas de tempo e desestabiliza noções lineares sobre a vida.
Antártica: janela polar (2011, 26’) Direção: Adriano Medeiros. Ao abrir a janela polar, um lugar grandioso e frágil surge à nossa frente. O último continente descoberto pelo homem impressiona por sua beleza e exuberância. Além da história deste ambiente gelado, o filme apresenta as aventuras e o cotidiano de pesquisadores brasileiros que trabalham neste isolado local, onde o tempo tem sua própria lógica.

21h
Recital: Danças do mundo para dois violões
Guilherme Vincens e Michel Maciel (São João del-Rei)
Os violonistas Guilherme Vincens e Michel Maciel apresentam recital com danças latino-americanas, espanholas, balcânicas e brasileiras escritas para dois violões e para violão solo, com destaque para o Jongo de Paulo Belinatti e a Tonadilla de Joaquín Rodrigo. Ambos os violonistas foram premiados em concursos nacionais e internacionais e possuem sólidas carreiras como solistas, cameristas e professores.
Local: Teatro Municipal

22h
Show: Jorge Aragão
Local: Palco Kairós – Barroso – Praça de Santana


26 de julho – quinta-feira

9 as 18h
Intervenção fotográfica: O Estendal - as paredes tem ouvidos
O Estendal, coletivo criado no Rio de Janeiro, é uma ação cultural promovida por um grupo de fazedores de imagens, mais convidados e agregados, que visa a levar para as ruas e praças públicas imagens pensantes ou pensamentos imagéticos. Como que brincando de fazer arte, o grupo parte de uma expressão da língua portuguesa para fotografar, ou rebuscar em arquivos, imagens que traduzam o tema de alguma maneira bastante própria e individual.
Local: Largo da Igreja de São Francisco de Assis

18h
I Mostra Ensaios de Arte e Cultura: Curadoria - conceitos e práticas
Curador: Ricardo Coelho. Assistente curatorial: Phamela Dadamo
Diógenes Moura é escritor, jornalista e roteirista. Atua como curador de fotografia na Pinacoteca do Estado de São Paulo, tendo sido premiado em três edições pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA).
Luiz Gustavo Carvalho é pianista, diretor artístico, produtor cultural e curador de exposições e eventos interdisciplinares.
Local: Anfiteatro do Campus Santo Antônio

19h
Lançamento de livros
Revista Vertentes Volume 19 nº 2
Concurso de Poesia da UFSJ
Como Fazer um Arco-Íris. Bella Mendes (ilustrações: Juliana Freitas)
Imaginário e Iluminuras: Memória e Desenho de um Povo. Juliana Freitas
O Futuro do Presente: Arquivo, Gênero e Discurso. Eneida Maria de Souza, Eliana da Conceição Tolentino e Anderson Bastos Martins
Impasses e Perspectivas da Imprensa em Minas Gerais. Guilherme Rezende (organização)
Um Livro, Um Filho, Uma Árvore. Juliano Nery de Carvalho
Local: CESC – Centro Social e Cultural do 11º BIMth (Av. Hermilo Alves, s/n)

20h
Espetáculo de dança: Obstáculos
Grupo Impacto. (Viçosa/MG)
Coreografia: Alexandre Snoop
Direção: Patrícia Lima
Este espetáculo, que aborda os diversos significados da palavra “Obstáculos, apresenta-se mediante a fusão das danças urbanas e da dança contemporânea. A coreografia procura mostrar como naturalmente os "Obstáculos" fazem parte da evolução da humanidade. Com um espetáculo denso que critica e comenta as dificuldades da vida em sociedade, o Grupo Impacto apresenta a hipótese de que nós mesmos somos, também, nossos próprios "Obstáculos".
Local: Palco Kairós – Av. Leite de Castro, ao lado do Posto Vianini

21h
Show: Banda Cartoon
(Belo Horizonte)
O show mescla canções dos três discos lançados pela banda mineira que já tocou em importantes festivais por todo o país. Formada por Khadhu (vocal e baixo), Khykho (guitarra e vocais), Bhydhu (bateria, percussão e vocais) e Raphael (teclados), a lendária banda Cartoon possui um som resultante da mistura de ópera rock e progressivo feito com instrumentos exóticos. Além das canções autorais do Cartoon, o repertório inclui interpretações de clássicos da música erudita conhecidas pelo público em geral.
Local: Teatro Municipal


21h
Mostra Kairós de Audiovisual
Local: CEREM, Sala de Multimídia
Produções locais em foco, com filmes que revelam jovens diretores/as e artistas, protagonistas do audiovisual de São João del-Rei e região.
Whisky com Soda (2011, 19’) Direção: Victor Klier Inte


Publicada em 03/07/2012
Fonte: ASCOM

 Voltar