Economia e Ciências Contábeis entre as melhores do Brasil

Ranking divulgado pela Revista Exame apresenta resultados de avaliação feita pelo MEC das graduações na área e inclui UFSJ no topo

A Revista Exame divulgou, no dia 15 de julho, uma lista com os melhores cursos de economia e contabilidade do país. Entre os citados, estão os cursos de Ciências Econômicas e Ciências Contábeis da UFSJ, que alcançaram nota quatro.

Na reportagem da Revista Exame só são classificados os cursos com resultados entre quatro e cinco em avaliação feita pelo MEC em 2015.. O ranking da matéria exclui as graduações que não participam do Enade ou que ainda não foram reconhecidas pelo MEC.

Os números representam transformações ocorridas nos cursos, como a mudança de instalações, a contratação de docentes, a ampliação de vagas ofertadas, a alteração curricular e o envolvimento dos discentes.

Para o coordenador do curso de Ciências Econômicas, Norberto Martins, “ter o nome entre os melhores é bom para os alunos, pois cria um sentimento de credibilidade. Também representa responsabilidade, pois o curso passa a ser reconhecido pelo mercado de trabalho”, celebra, ao mesmo tempo que reconhece que “ainda há melhorias a serem feitas”.

Você pode conferir a lista completa e a matéria da Revista Exame na íntegra pelo endereço: https://goo.gl/xb5Dfj

Como funciona a classificação?

A avaliação do MEC examina a qualidade dos cursos de graduação, com base nos oito componentes do CPC (Conceito Preliminar do Curso), reunidos em três dimensões: desempenho dos estudantes (que inclui resultados do Enade), corpo docente e condições oferecidas para o desenvolvimento da formação profissional (entre elas, a infraestrutura).

A nota determinada é variável, pois os cursos que obtêm CPC contínuo maior ou igual a 3,945, nos oito componentes avaliados, passam a valer a nota máxima de cinco. Caso o valor obtido não seja esse em todas as categorias, o curso fica com quatro. No caso dos cursos da UFSJ, ambos têm notas próximas a três e, devido a esses critérios, conseguiram subir para o valor quatro.


Publicada em 20/07/2017
Fonte: ASCOM

 Voltar