Ex-reitor Mário Neto recebe título Doutor Honoris Causa na Inglaterra

Após 23 anos da conclusão do doutorado, Mario Neto Borges, ex-reitor da UFSJ e atual presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), voltou à Universidade de Huddersfield, na Inglaterra, para receber o título de Doutor Honoris Causa. A cerimônia aconteceu na segunda-feira, 10, na mesma instituição onde Mario Neto obteve o título de Doutor em Inteligência Artificial Aplicada à Educação.

No evento, o professor Mike Kagioglou, decano de arte, design e arquitetura da Universidade, ressaltou, em seu discurso, a carreira "altamente variada e bem sucedida no campo da educação e da pesquisa" de Mario Neto. "Estamos orgulhosos do papel que desempenhamos na sua trajetória e esperamos que, ao conceder este prêmio honorário, cerca de 23 anos depois de conferir um doutorado, reforçamos o orgulho mútuo que existe entre a Universidade de Huddersfield e Mario Neto Borges", completou.

O presidente do CNPq prestou homenagem a seus supervisores de doutorado e agradeceu a equipe atual pelo dia especial e memorável para ele e sua família.

Mario Neto Borges aproveita sua passagem pela Inglaterra para realizar uma série de reuniões com potenciais parceiros do CNPq. Ao longo da semana, o presidente terá encontros com representantes do Fundo Newton, da Royal Society, do departamento internacional da associação das universidades do Reino Unido (Universities UK International) e do governo britânico por meio do escritório de negócios internacionais (Foreign e Commonwealth Office) e do Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial (BEIS).

Na pauta, o aprimoramento das parcerias já existentes com o Fundo Newton e a prospecção de novas ações entre Brasil e Inglaterra.

com informações da Coordenação de Comunicação Social do CNPq 


Publicada em 20/07/2017
Fonte: ASCOM

 Voltar