Campanha Nacional em Diabetes começa este fim de semana em São João del-Rei

Tema deste ano foca no aumento da incidência da doença entre mulheres

No Brasil, 13 milhões de pessoas convivem com o diabetes, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes - no mundo são 422 milhões, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Não à toa, a Campanha Nacional Gratuita em Diabetes chega à sua vigésima edição. Em São João, as atividades acontecem entre os dias 11 e 17 de novembro, organizadas pela Associação dos Portadores de Diabetes de São João del-Rei.

O evento abordará a realidade de quem vive com a doença, trazendo palestras, rodas de conversa e discussões na mídia acerca do tema. A campanha é uma forma de propagar informações acerca da doença, com a chegada do Dia Mundial do Diabetes, oficializado no dia 14 de novembro.

Para o professor Marcos Vieira Silva, um dos organizadores do Dia Mundial do Diabetes em São João del-Rei, programas educativos que tratem da doença são imprescindíveis e atualmente estão em falta no Brasil: “As três principais questões relacionadas ao tratamento são: o uso adequado dos medicamentos e da insulina, a realização cotidiana de atividades físicas e a educação nutricional. Daí a importância de programas educativos de atenção à diabetes.”

O diabetes é uma doença crônica que se caracteriza pela produção insuficiente do hormônio da insulina e apresenta três tipos. O primeiro, mais comum em crianças e adolescentes, caracteriza-se pela pouca produção de insulina, fazendo com que a glicose não seja processada e fique no sangue. Já o segundo, com mais frequência entre os adultos, acontece quando o organismo não consegue utilizar suficientemente a insulina que produz ou não a produz de forma satisfatória para controlar a taxa de glicemia. Há ainda um terceiro diabetes, que ocorre em gestantes. Nesse caso, há uma intolerância aos carboidratos durante a gestação.

As mulheres e o diabetes

Neste ano, com o slogan “A mulher e o diabetes: nosso direito a um futuro saudável”, o tema da campanha foi voltado para a incidência da doença entre as mulheres, que, segundo o professor Marcos, tende a aumentar: “As mulheres estão mais sujeitas ao diabetes. Cerca de 199 milhões delas têm a doença hoje e a previsão é de que este número chegue a 313 milhões em 2040.”

De acordo com a Associação Nacional de Atenção ao Diabetes, a desigualdade provocada pelo machismo pode ser um dos fatores para que as mulheres não busquem o tratamento adequado, como declarado no site: “essas desigualdades podem desencorajar meninas e mulheres a procurarem diagnóstico e tratamento, impedindo-as de alcançar resultados positivos para a saúde.”

Livro de receitas diet

Na campanha do ano passado, foi lançado um livro intitulado “Doce Vida”, com o objetivo de reunir receitas diet por meio do programa de extensão de mesmo nome. Com a Secretaria Municipal de Saúde, escolas de São João del-Rei e profissionais de saúde voluntários, o Doce Vida vem desenvolvendo ações em parceria com a comunidade, a fim de melhorar o atendimento aos diabéticos.

O livro está disponível em PDF e pode ser encontrado neste link.

A campanha

Criado em 1991 pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Dia Mundial do Diabetes procura abordar as questões que dizem respeito ao estilo de vida dos portadores da doença com a promoção de eventos. A data tornou-se oficial a partir da aprovação da resolução 61/225 em 2006 e se tornou a maior campanha de conscientização sobre diabetes do mundo, atingindo cerca de 1 bilhão de pessoas em mais de 160 países.

Confira aqui a programação completa da 20ª Campanha Nacional Gratuita em Diabetes de São João del-Rei. 


Publicada em 09/11/2017
Fonte: ASCOM

 Voltar