I Encontro de Estudos Africanos e Quilombolas da UFSJ

Inscrições para apresentação de trabalhos ou participação como ouvinte já estão abertas

O dia da consciência Negra é celebrado no Brasil em 20 de novembro, em homenagem a Zumbi, o último líder quilombola de Palmares e ícone da luta pela liberdade negra no sistema escravagista. A trajetória deste e outros personagens que compõem a história dos negros contrabandeados ao Brasil se mantém viva por meio da Lei nº 11.645/08, que estabelece como obrigatório o ensino da “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena” e ressalta a importância da cultura negra na sociedade brasileira.

Para fortalecer a produção de conhecimento nessa área, o Grupo de Estudos sobre História e Cultura Africana e Afro-brasileira, Tugu-ná, promove, entre os dias 20 e 24 de novembro, o I Encontro de Estudos Africanos e Quilombolas da UFSJ. A programação do evento terá minicursos, palestras, apresentações de trabalhos e mesas-redondas nas áreas temáticas de “Representações artísticas africanas e afro-brasileiras”, “Escola e educação étnico-racial”, “História e cultura africana e afro-brasileira” e “Quilombos”. Você pode se inscrever aqui.

O Programa Tugu-ná

TUGU-NÁ significa “casa da palavra, da sabedoria e de iniciação ao conhecimento” em Bambará (grupo étnico do Mali, que pertence aos falantes do grande grupo linguístico mande, encontrados em toda a África do oeste).

O Programa atua desde 2004 com o Curso de Educação Continuada em História e Cultura Africana e Afro-Brasileira, para professores de Ensino Fundamental e Médio, e por meio de ações de extensão nas comunidades remanescentes de quilombolas da região: Palmital e Jaguara. É coordenado pelo professor Manuel Jauará, do Departamento de Ciências Sociais da UFSJ (Decis). 


Publicada em 13/11/2017
Fonte: ASCOM

 Voltar