"Elos de Liberdade": UFSJ integra 16ª Semana Nacional de Museus

Com o tema “Museus Hiperconectados: Novas Abordagens, Novos Públicos”, a 16ª edição da Semana Nacional de Museus chega a São João del-Rei e Tiradentes, unindo dez instituições culturais com o propósito de promover um evento gratuito que busque dar visibilidade e incentivar o hábito de frequentar estes espaços, guardiões da história regional e do país. A programação, que conta com 25 atrações espalhadas pelas instituições participantes, encerra-se no sábado da próxima semana, dia 26 de maio.

O evento de abrangência nacional é uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Museus, o Ibram, com o intuito de celebrar o dia 18 de maio, conhecido internacionalmente como o Dia dos Museus. De acordo com o órgão, em 2018, cerca de 3,2 mil atrações serão realizadas em todo o país, tendo, ao total, mais de mil espaços envolvidos na Semana. Só em Minas Gerais, 154 instituições foram cadastradas como participantes pela Secretaria de Estado de Cultura.

Denominada como “Elos de Liberdade”, nas instituições de São João del-Rei e Tiradentes, a Semana de Museus tem foco na discussão sobre a presença, resistência e história da cultura afro-brasileira em Minas Gerais. Como parte da programação, seminários, exposições, palestras, filmes e peças teatrais marcam o debate sobre o tema de forma, principalmente, regional.

Museu do Barro na 16ª Semana de Museus

A UFSJ também se faz presente no evento com uma programação, centrada nos dias 18 e 19 de maio e promovida pelo Núcleo de Referência da Cultura Popular, conhecido como “Museu do Barro”. Projeto de extensão da Universidade, o Núcleo funciona no Fortim dos Emboabas desde 2012, levando oficinas sustentáveis à comunidade local do Alto das Mercês, onde está situado, com o apoio dos professores do curso de Artes Aplicadas.

Para a Semana de Museus, o Museu do Barro programou palestras e seminários que refletem sobre o próprio núcleo cultural, dentro de conhecimentos como o arquitetônico, histórico e social. A seguir, você confere toda a programação planejada para o Museu:

18 de maio
9h30 - Palestra: “Levantamento da arquitetura colonial do Fortim dos Emboabas”, ministrada pela professora Maria Elias (UFSJ)
10h30 - Palestra: “Considerações sobre o Sítio Arqueológico do Fortim dos Emboabas”, ministrada pelo professor Alexandre Henrique Delforge (UFSJ)
15h15 - Palestra: “Os Museus de Território”, ministrada pela professora doutora Vânia Carvalho (Ufop)

19 de maio
10h30 - Palestra: “O Museu do Barro e a Comunidade. Perspectivas…” ministrada pelos bolsistas do Museu do Barro
15h15 - Seminário: “Apresentação do Plano do Museu do Barro da UFSJ”, apresentado pelo professor Alexandre Henrique Delforge (UFSJ).


Publicada em 16/05/2018
Fonte: ASCOM

 Voltar