Disciplina trabalha gestão do tempo como ferramenta contra ansiedade dos alunos

Uma das grandes dificuldades encontradas pelos profissionais da saúde atualmente é a conciliação entre vida pessoal e profissional. O número de estudantes que se dizem sobrecarregados pelo excesso de tarefas tem aumentando, e, na mesma proporção, crescem também os índices de doenças como ansiedade e depressão. Como lidar com esse quadro?

Sabe-se que a organização da rotina e agenda, bem como o emprego de técnicas de gestão das emoções, podem levar à redução do estresse, aumento da produtividade e melhoria do bem-estar. Apesar dessas competências serem essenciais para um bom desempenho na carreira, não são rotineiramente enfatizadas nos currículos de graduação, resultando dificuldades na futura prática profissional. O Campus Centro-Oeste da Universidade Federal de São João del-Rei (CCO/UFSJ) saiu na frente e desenvolveu uma disciplina para auxiliar os estudantes a adquirirem habilidades de gestão de tempo.

A disciplina denominada Profissionalismo: gestão de tempo e agenda no desenvolvimento profissional tem como objetivo aplicar estratégias para a melhoria da performance pessoal. É interativa e busca usar a terapia cognitivo-comportamental, técnicas de meditação e relaxamento e uma série de treinamentos para auxiliar no aprimoramento dessas competências fundamentais necessárias para uma vida com saúde emocional e equilibrada.

O plano de ensino pedagógico foi baseado em experiência internacional de sucesso e adaptado às particularidades nacionais. São abordados temas como: a reflexão de produção e saúde emocional; exercício sobre atuação em multi ou unitarefa; inventário de gerenciamento do tempo com formulário de metas, prioridades e estruturação do fluxo de trabalho; autodiagnóstico sobre a atividade de tela (celular, tablet, TV e computador); técnicas para gestão das emoções em momentos de sobrecarga de atividades; técnicas de priorização de atividades e de organização de agenda.

O trabalho tem repercutido nos meios de comunicação regionais. A disciplina ocorre sob coordenação da professora Angelita Cristine de Melo e apoio do professor Arlessandro Pinto de Souza Carvalho e da mestranda Karina Resende. Angelita ressalta que o hábito de identificar os limites individuais com relação à alocação de tempo, energia e a educação emocional também podem ajudar no sucesso profissional do estudante quando entrar para o mercado de trabalho e enfrentar as dificuldades impostas pela profissão.

Angelita conta que foram duas principais inspirações para a criação da disciplina: “a primeira são os relatos de sofrimento dos estudantes devido à dificuldade de se organizarem com a rotina universitária. E a segunda é uma experiência internacional de treinamento similar a este em médicos durante a residência médica. Achei que aqui poderíamos ajudar os estudantes a reduzir insônia, estresse e alguns outros problemas psíquicos com o desenvolvimento da competência profissional de gestão do tempo e da agenda”, detalha.

Hoje, há um total de 35 estudantes atualmente, todos do curso de Farmácia. No entanto, já há uma demanda de outros estudantes do CCO para se matricularem na próxima oferta de vagas.


Publicada em 08/11/2018
Fonte: ASCOM

 Voltar