Artes, urbanidades e sustentabilidade: Pipaus/UFSJ divulga edital de mestrado

São oferecidas 15 vagas para o segundo semestre de 2019

O Programa Interdepartamental de Pós-Graduação Interdisciplinar em Artes, Urbanidades e Sustentabilidade da UFSJ (Pipaus) publicou edital para seleção de candidatos ao mestrado do curso. Inicialmente são 15 vagas ofertadas, todas elas para a área de concentração “Interdisciplinar - poéticas artísticas e socioculturais: espaço, memória e tecnologias”.

Interessados devem realizar as inscrições de 22 a 26 de abril, pessoalmente, na secretaria do Pipaus, ou por meio de procuração. Serão aceitas inscrições enviadas por Sedex com data de postagem até 26 de abril. O valor das inscrições é de R$ 75 e também deve ser pago dentro do prazo acima. A relação de inscrições homologadas será divulgada até o dia 13 de maio no site do Pipaus

A divulgação do resultado está prevista para o dia 24 de junho. Para mais informações sobre o processo seletivo, clique aqui.

Pipaus

O Programa Interdepartamental de Pós-Graduação Interdisciplinar em Artes, Urbanidades e Sustentabilidade (Pipaus), mestrado acadêmico interdisciplinar, é resultado de um processo de trabalho coletivo iniciado em 2013 e é fruto do amadurecimento das atividades de pesquisa e extensão do seu corpo docente, em especial as desenvolvidas no âmbito do Grupo Transdisciplinar de Pesquisa em Artes, Culturas e Sustentabilidade, do curso Teatro; do Grupo de Estudos de Pesquisas em Educomunicação, do curso de Comunicação Social - Jornalismo; do Laboratório de Arquitetura e Urbanismo Social (LAUS), do curso de Arquitetura e Urbanismo; e do Grupo Interdisciplinar A.T.A, do mesmo curso, todos da Universidade Federal de São João del-Rei.

O Programa, único na América Latina a conectar interdisciplinarmente disciplinas de artes e urbanidades com a sustentabilidade, parte da necessidade do tratamento transdisciplinar dos problemas contemporâneos para construir novas teorias e metodologias adequadas ao enfrentamento da agenda sustentável a partir do debate transversal e interdisciplinar sobre a modernidade ocidental e sua forma de produção de conhecimento.

As artes aparecem como elemento de ligação, e a sustentabilidade é compreendida não apenas do ponto de vista das ciências naturais, mas a partir de pressupostos que colaboram mutuamente seja em artes e/ou urbanidades, para que questões e soluções relacionadas aos campos do conhecimento envolvidos no Programa colaborem na relação sociedade-natureza mediada pela comunicação, pela tecnologia e pelo campo de aplicações, de forma a contribuir para a agenda sustentável.


Publicada em 03/01/2019
Fonte: ASCOM

 Voltar