Projeto Rondon: estudantes e professores da UFSJ promovem atividades no Piauí

Equipe de estudantes e professores rondonistas da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) promoveram atividades multidisciplinares em comunidades de São Miguel do Tapuio, cidade localizada no Piauí, entre 18 de janeiro e 1° de fevereiro. 

De acordo com o professor Marcelo Gonzaga, do Curso de Medicina do CCO, que acompanha o grupo, as atividades são nas áreas de educação, cultura, direitos humanos e saúde. Os estudantes organizam oficinas de primeiros socorros, prevenção do câncer de mama, combate à violência contra a mulher, ecopedagogia, valorização da culinária local, formação de associação de mulheres empreendedoras, combate à LGBTfobia, valorização da cultura quilombola e de capacitação de agentes comunitários de saúde e de professores do ensino fundamental.

“A comunidade local nos recebeu muito bem e tem participado ativamente das atividades que estão ocorrendo. A Prefeitura e as secretarias estão dando muito apoio quanto à divulgação das ações e os convites à população para estarem presentes nas oficinas”, comenta o professor.

A equipe é formada pelos estudantes do campus Centro-Oeste Dona Lindu (CCO/UFSJ) Alana Ribeiro e Danielle Carvalho, do curso de Farmácia; Caio Godinho e Jhosen Lopes, da Medicina; Gabriela Damasceno, Maria Cecilia Carvalho e Thais de Fátima Silvério, da Enfermagem, do CCO; Walifer Santos, do curso de Química do Campus Dom Bosco (CDB); e pelos professores Marcelo Gonzaga e Renê do Couto, do curso de Farmácia da UFSJ.

As operações do projeto Rondon são realizadas nos meses de janeiro e julho e cada grupo fica responsável por atender uma das cidades escolhidas para participar da iniciativa. Em cada operação, explica o professor Marcelo Gonzaga, é preciso formar um novo grupo de alunos da instituição para desempenhar as atividades.

Projeto Rondon

A iniciativa surgiu em 1967 (veja vídeo aqui) com o objetivo de aproximar os universitários da realidade brasileira por meio da realização de atividades multidisciplinares em municípios de situação de vulnerabilidade social. Inicialmente foram 30 universitários e dois professores que conheceram de perto a situação da população amazônica.

O Rondon é coordenado pelo Ministério da Defesa e financiado pelo Governo Federal com o objetivo da melhoria de municípios com problemas sociais de baixo IDH e atingidos pela falta de informação, pobreza e violência.

São Miguel do Tapuio está localizada a aproximadamente 240 km de Teresina, faz divisa ao leste com o Estado do Ceará e possui população estimada de 17,7 mil pessoas (IBGE-2018). 


Publicada em 04/02/2019
Fonte: ASCOM

 Voltar