Curso sobre educomunicação da UFSJ recebe inscrições até esta quinta (4/4)

As inscrições para o I Curso de Extensão em Educomunicação da UFSJ terminam nesta quinta-feira, 4. A iniciativa tem como público-alvo professores e supervisores da Rede Pública de Ensino local e é realizada pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Educomunicação da UFSJ (GEPEducomufsj). Para participar, os interessados devem enviar e-mail para myosha@gmail.com, colocando no assunto a frase seguinte: “Inscrição Curso EDUCOM”.
 
O conteúdo busca capacitar professores a reconhecerem e desenvolverem metodologias e práticas/processos educomunicativos, caracterizados pela utilização das mídias como elemento de educação. O curso será baseado na valorização da cultura regional e dos meios de comunicação convencionais e alternativos que permitam e estimulem iniciativas de protagonismo juvenil, bem como a criação/fomento de ecossistemas de crítica e de transformação social.
 
As temáticas abordadas foram indicadas pelos diretores das escolas locais, considerando as demandas de cada instituição, e incluíram: violência, falta de motivação/dificuldade de concentração, ausência de foco/aspiração, baixa estima, corrupção, o dilema entre a necessidade de trabalhar e de estudar, a questão do uso do celular em sala de aula, a utilização da música como recurso didático, oficinas de produção de vídeos, entre outras.
 
O primeiro encontro será neste sábado, 6, no Campus Dom Bosco (CDB), durante o qual haverá uma apresentação da proposta e dos educomunicadores que irão ministrar o conteúdo. O curso terá 66 horas de duração e, ao longo de 2019, serão promovidos dois encontros mensais, das 9h às 12h.
 
O Grupo de Estudos & Pesquisas em Educomunicação nasceu da necessidade de se refletir sobre esse campo de produção de conhecimento dentro do curso de Comunicação Social Jornalismo, da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ). Formado por professores/pesquisadores das áreas da Filosofia, Geografia, História, Teatro e Comunicação Social, o grupo busca, por meio de uma abordagem transdisciplinar, criar um ecossistema comunicativo capaz de provocar reflexões e apresentar sugestões de estratégias que possibilitem atender aos desafios propostos à educação na região do Campo das Vertentes.


Publicada em 04/04/2019
Fonte: ASCOM

 Voltar