Festival de cultura realizado pela UFSJ movimentou o Alto Paraopeba

O I Festival de Arte e Cultura do Alto Paraopeba trouxe para o público diversas atrações durante os cinco dias de programação. Realizado pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), em conjunto com o Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) e a Prefeitura de Congonhas, o evento movimentou o distrito de Lobo Leite com atividades voltadas à valorização da cultura regional. Mais de quatro mil pessoas aproveitaram a programação que aconteceu entre 3 e 7 de abril. 
 
A UFSJ marcou presença na montagem direta do Festival, sugerindo e orientando a escolha da programação e convites, criando o layout do evento em Lobo Leite, participando das reuniões dentro e fora do Campus Alto Paraopeba com a equipe organizadora do evento e enviando estudantes através do transporte cedido pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (Proex). A universidade ofereceu ainda oficinas com os temas “Inglês para crianças”, “Libras para família e a sociedade”, “Mulheres nas ciências”, além de “Roda de conversa sobre Startups” e “Gincana Cultural com a Trupe SóRisos”, todos realizados pelos Projetos de Extensão do CAP. 
 
A professora do Departamento de Estatística, Física e Matemática, Kelly Torres Dozinel, participou ativamente da organização do evento e destacou a importância do festival para o público e para as instituições. “O festival trouxe para a região uma nova perspectiva da arte e da cultura locais, nos levando a perceber que o CAP está inserido em um celeiro de artistas que precisam ser reconhecidos”. Ela ainda destacou a importância das atividades extensionistas desenvolvidas durante o evento que permitiram à Universidade levar o conhecimento produzido no meio acadêmico até a comunidade, mostrando um grande potencial para o fomento de ações de Pesquisa, Ensino e Extensão. 
 
Para a técnica administrativa Maurinéia Ferreira, que também esteve à frente da organização, um dos principais objetivos da criação do evento foi a promoção da cultura pela própria comunidade local e, a partir desta premissa, foram engajados artistas locais, artesãs, cozinheiras, comerciantes e educadores de Lobo Leite e cidades vizinhas, como Ouro Branco, Lafaiete, Entre Rios de Minas e Congonhas. “O evento promoveu a valorização e o aumento da autoestima dos participantes da região que solicitaram a realização de novas edições”, ressalta.
 
Itinerância: De acordo com os organizadores, o objetivo é levar o Festival de Arte e Cultura do Alto Paraopeba a todas as cidades da região, tornando permanente o trabalho de valorização dos artistas locais. 
 
Teatro infantil apresentando durante o FACAP
 


Publicada em 11/04/2019
Fonte: ASCOM

 Voltar