Visita de professor da UFSJ à Rússia busca consolidar parcerias

No mês de junho, o professor do Departamento de Engenharia Elétrica da UFSJ, Erivelton Geraldo Nepomuceno, visitou a Universidade Eletrotécnica de São Petersburgo, a convite do professor Denis Butusov (Head of the Youth Research Institute). Durante os dias em que esteve na Rússia, o professor ministrou palestras e buscou consolidar parcerias.

Segundo Erivelton, a cooperação com o professor Denis acontece há três anos, e a proximidade por meio de redes de pesquisa foi essencial para o intercâmbio acontecer. “Estamos constantemente em trabalho, sempre trocando informações”, garante Erivelton, que, nesta passagem pela universidade estrangeira, visitou laboratórios, grupos de pesquisas e atuou na consolidação da formação de um grupo internacional interessado em participar de iniciativas de financiamento desenvolvidas pelo “BRICS” - países ascendentes na ordem econômica mundial.

O grupo conta com 30 pesquisadores de quatro países - Rússia, Brasil, China e Índia -, e a expectativa é de futuras colaborações, principalmente em questões de aspecto global. A ideia é trabalhar, por exemplo, com a simulação e predição de eventos extremos, tanto em relação ao clima quanto aos efeitos da exploração ambiental realizada pelas multinacionais em muitos destes países.

Além disso, o grupo abre a possibilidade de estreitar parcerias e fomentar as pesquisas com as nações participantes por meio do intercâmbio de alunos de mestrado, pesquisadores e professores interessados em realizar pós-doutorado nas áreas afins.

Palestras

Erivelton ministrou, na Universidade Eletrotécnica de São Petersburgo, as palestras “Simulação computacional na ciência: Desafios e oportunidades” e “Aplicação de erros numérico-computacionais: cálculo de sistemas dinâmicos e criptografia”, relacionadas ao seu campo de pesquisa na UFSJ. Os eventos aconteceram nos dias 18 e 20 de junho, período em que o docente também participou do projeto orientado “Sistemas caóticos com alto desempenho computacional em FPGA”.


Publicada em 08/07/2019
Fonte: ASCOM

 Voltar