Educação financeira é tema de curso aberto à comunidade

De 8 a 10 de setembro, acontecerá, de forma on-line e gratuita, o curso Educação Financeira - Finanças 3D, tentativa de ampliar o diálogo com a comunidade em geral e fortalecer as redes de solidariedade social. A proposta dessa articulação é uma parceria da Sala de Solidariedade do Observatório de Saúde Coletiva e o coletivo das cidades de São João del-Rei e Santa Cruz de Minas.

“Dentro dessa ideia, já desenvolvemos, em parceria com a comunidade local, o curso de Marketing Digital e o Circuito de Palestras Marketing das Vertentes. Como continuidade desse trabalho, estamos agora oferecendo o de finanças pessoais”, afirmam os organizadores.

O objetivo é falar sobre educação financeira, de forma simples e descomplicada, principalmente no atual período de pandemia, que tem como um de seus desdobramentos a crise econômica, o que gera necessidade de melhor administração do dinheiro.

Entende-se que a educação financeira é fundamental para manter o equilíbrio no orçamento, permitindo a concretização de sonhos e programações futuras, aprendendo a lidar com imprevistos, a fazer e cumprir um planejamento, além de proporcionar o aumento da disciplina e o sentimento de segurança e capacidade.

Como participar
Os interessados podem acessar a página GC Contabilidade Pessoal no Instagram, e acompanhar as publicações que darão início ao curso. Não há limite de vagas, basta seguir a página para ter acesso às informações.

O conteúdo será entregue de forma gratuita por meio de transmissão ao vivo via Instagram, e ficará disponível no IGTV para aqueles que não puderem acompanhar no momento.

Palestrantes
Colaboram para a realização do Finanças 3D a contadora Giovanna Camila de Souza Resende, ex-aluna do curso de Contabilidade da UFSJ e moradora de São João del-Rei; Larissa Daiane Silva, que trabalha com marketing digital do comércio local, moradora de Santa Cruz de Minas. E também a professora Ivana de Vasconcellos Latosinski, do Departamento de Matemática e Estatística da UFSJ (Demat), e Vitória Soares Silveira Braz, estudante do curso de Medicina da UFSJ, que fazem parte da Sala de Solidariedade do Observatório da Saúde Coletiva.

O evento conta, ainda, com a participação do professor Glauco Santos, do Departamento de Ciências Econômicas e Contábeis (Dceco), e das empreendedoras locais Gabriela Lara e Kátia Tristão.

Programação
Terça, 8, 19h: DESCONSTRUÇÃO – O tabu financeiro
Iremos derrubar crenças que limitam o pensamento sobre o dinheiro, abrindo novos horizontes para que todos saibam que é possível ter o orçamento equilibrado

Quarta, 9, 19h: DISCIPLINA – Como cuidar bem do seu dinheiro
Serão apresentadas técnicas para que os participantes saiam da aula sabendo como organizar seu orçamento, além de dicas para lidar com as dívidas

Quinta, 10, às 19h: DESAFIO – Renda extra e empreendedorismo
Encerraremos o curso ensinando algumas possibilidades para se conseguir renda extra, trazendo como convidadas empreendedoras locais, para falar sobre os desafios de ser dono do seu próprio negócio, e como a organização financeira é importante nesse período que estamos vivendo

O Observatório e a Solidariedade
A Sala de Solidariedade pertence ao projeto de extensão Observatório da Saúde Coletiva, aprovado em edital da chamada para o Programa de Apoio ao Enfrentamento da Covid-19 da UFSJ. O Observatório da Saúde Coletiva tem como um de seus objetivos promover ações de solidariedade e proteção social para o enfrentamento econômico e social a curto, médio e longo prazos, dos efeitos da pandemia da Covid-19 Está previsto em suas atividades: mapear as demandas das comunidades e as iniciativas solidárias que já estão sendo realizadas em São João del Rei, Santa Cruz de Minas e Tiradentes; potencializar e dar suporte às ações já existentes nesses locais; e capilarizar e conectar as ações e demandas mapeadas.


Publicada em 03/09/2020
Fonte: ASCOM

 Voltar