Ato em defesa de orçamento justo para a Educação

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) convoca para ato nesta quinta, 17, às 18h, em defesa da preservação do orçamento destinado à Educação. O encontro virtual será neste local.

Estarão presentes outras 50 entidades representativas da Educação e da Ciência e 16 frentes parlamentares pluripartidárias para pedir a revisão do orçamento para o próximo ano. Como é de conhecimento, a perspectiva de redução, segundo o Ministério da Educação, é de R$ 1,882 bilhão. E mais: as duas agências de fomento da pesquisa no Brasil, CNPq e Capes, estão com seus orçamentos dependentes de créditos suplementares, o que pode comprometer o pagamento das bolsas em 2021.

A proposta deste ato é pautar a sociedade sobre a importância de debatermos uma mudança no modelo econômico dos recursos destinados à Educação e à Ciência brasileiras, e mostrar a todos que o orçamento previsto não só é insuficiente, como poderá inviabilizar o custeio e os investimentos das universidades federais, levando à paralisação da ciência, da pesquisa e da educação superior pública e gratuita. “Os brasileiros precisam compreender o quão grave é, por si só, o fato de precisarmos nos manifestar pelo cumprimento do direito constitucional à educação pública e de qualidade”, destaca a Andifes em nota.

As entidades vão reafirmar também a importância de serem conduzidos ao cargo de reitor ou reitora aqueles docentes autonomamente indicados no primeiro lugar pelo colégio eleitoral de suas respectivas universidades, sendo garantido assim um elemento definidor da democracia, que é o respeito à vontade da maioria.
 


Publicada em 16/09/2020
Fonte: ASCOM

 Voltar