Aula inaugural da Mecânica debate possibilidades de futuro profissional

Na noite de segunda-feira, 14, foi realizada a aula inaugural do semestre emergencial remoto do curso de Engenharia Mecânica da Universidade, intitulada UFSJ e Azul: asas para o futuro. Milton Feitosa, gerente de Engenharia de Operações da companhia aérea, foi o convidado de honra, sendo recepcionado pela assessora de Relações Interinstitucionais, Luciene Tófoli, que saudou os demais presentes: professor Jorge Nei Brito, coordenador da Mecânica; Gabriel Turini, membro do Grupo PET Materiais e Inovação Tecnológica; Maria Ritter, assessora de projetos da Azul; e o reitor Marcelo Andrade, que deu as boas-vindas aos convidados. A íntegra dessa aula está disponível no canal da TV UFSJ.

Em sua fala, o reitor Marcelo destacou o início do semestre emergencial remoto como um momento que exige o esforço de união de todos, não apenas no âmbito da UFSJ, mas no país: “Algo desafiador e ao mesmo tempo assustador, que é mudar a forma com que ministramos aulas. Devemos ter a capacidade de nos unir, única forma para superarmos a pandemia.”

Lembrando posturas que às vezes deixam de lado “o diálogo numa época tão difícil”, Marcelo definiu a aula inaugural como exemplo da capacidade da Universidade em dialogar com o setor empresarial. Nessa direção, o professor Jorge Nei chamou a atenção para o conhecimento técnico e acadêmico dos estudantes da Engenharia Mecânica, expresso pelos altos índices de empregabilidade na área e também pelos prêmios conquistados por equipes oriundas de projetos de extensão, como a Komiketo Baja e o Trem Ki Voa. Gabriel Turini aconselhou aos calouros que se engajassem, desde já, nesses projetos, pelas possibilidades de formação que oferecem.

Parceria com Azul
Para uma audiência simultânea que chegou a 130 pessoas, Milton Feitosa destrinchou a história da empresa para a qual trabalha, de suas estratégias de mercado às responsabilidades de seu cargo. A Azul ainda não oferece vagas de estágio na área de Engenharia, o que pode mudar em breve, prometeu Milton, já que a empresa abriu programa de trainees neste ano. Vale lembrar que a gravação da aula inaugural já ultrapassou a marca de mil visualizações.

Dentre as questões apresentadas pela plateia, estava a que abordou os desafios de se lidar com a Engenharia Aeronáutica no cotidiano, como a lógica de embarque e desembarque das aeronaves. “É a partir de análises feitas por nós que definimos qual deve ser a estrutura mínima para esses processos, por meio de projeções sobre o aeroporto, o terreno, entre outras.” Fortalecer o serviço aéreo para o interior do país é um dos objetivos da empresa.

Durante a aula inaugural, foi divulgada uma nova possibilidade de parceria entre a UFSJ e a Azul. Estudantes na fase final do curso fariam seus trabalhos de conclusão a partir de problemas concretos da empresa, o que fomentaria não só um intercâmbio acadêmico, mas também profissional, o que o professor Jorge Nei carinhosamente descreveu como uma parceria “ganha-ganha” entre UFSJ e Azul. Em outras palavras: “asas para o futuro”.

 

João Vítor Bessa
Estudane de Jornalismo, estagia na Ascom

 


Publicada em 17/09/2020
Fonte: ASCOM

 Voltar