UFSJ é parceira em movimento empreendedor na região de Divinópolis

A UFSJ é uma das entidades parceiras do Movimento Empreendedor do Vale do Rio Pará (Movap). Trata-se de um Programa de Pré-Incubação de Empresas que tem como finalidade disseminar a educação empreendedora na região do Vale do Rio Pará, onde está situada a cidade de Divinópolis (MG).

O Programa será executado com recursos da Secretaria de Empreendedorismo e Inovação, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), por meio de um projeto de extensão desenvolvido pela nascente incubadora de empresas do Cefet-MG.

Atuação
O Movap buscará incentivar alunos do Ensino Médio, graduação, pós-graduação e professores, vinculados às instituições, a desenvolverem ideias e pesquisas que tenham potencial de negócio, por meio de capacitação e treinamento intensivo, visando prepará-los para a produção de soluções tecnológicas aplicadas ao mercado.

O Programa será lançado no dia 29, terça, às 14h30, por videoconferência, com a presença do Secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, Paulo Alvim. No mesmo evento, será lançada chamada pública para submissão de ideias a serem desenvolvidas dentro do Movap.

O prazo para as inscrições vai de 1º a 23 de outubro. Entre 4 de novembro de 18 de dezembro, haverá processo de capacitação das propostas selecionadas, ao fim do qual 12 serão selecionadas para a pré-incubação, de janeiro a julho do ano que vem. Cada uma das instituições parceiras indicam três projetos. Na UFSJ, três docentes atuarão como tutores: Alexandro Galdino, Mariana Campos da Paz e Juliana Teixeira de Magalhães.

Parcerias
O Programa surgiu de uma parceria entre a Agência de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Rio Pará, do Grupo de Educação Ética e Cidadania; o Cefet/MG - Campus Divinópolis; a Prefeitura Municipal de Itapecerica (MG); a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) - Unidade Divinópolis; e a Federal de São João del-Rei - Campus Centro-Oeste Dona Lindu (CCO), tendo o Sebrae Minas como órgão responsável pela capacitação das equipes participantes, e a Fundação Cefet Minas, gestora dos recursos financeiros.

Para o professor Paulo Granjeiro, do curso de Bioquímica no CCO, coordenador local do Movap, o Programa vai “estimular nossos acadêmicos a assumirem o papel de protagonistas na sua vida profissional, contribuindo para a criação de novos empregos, por intermédio do vínculo entre o conhecimento, a concepção e o desenvolvimento de ideias, voltadas para a inovação.”

Os processos de um programa de pré-incubação, explica Paulo, partem da realização de um diagnóstico inicial para estruturação da “árvore dos problemas”, seguida pela validação da ideia e reflexão de formas de aprimoramento. E envolvem também o desenvolvimento de um protótipo, apresentado ao final daquela etapa.


Publicada em 24/09/2020
Fonte: ASCOM

 Voltar