Conheça o protocolo de biossegurança da UFSJ para conduta na pandemia

Em agosto deste ano, a UFSJ lançou o Protocolo de Biossegurança e Conduta para a Pandemia de Covid-19. O documento (veja aqui), elaborado pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19 da UFSJ e subcomitês de campus, traz uma série de procedimentos a serem adotados para garantir a segurança das pessoas em caso de necessidade de utilizar o espaço físico da Universidade. Embora o protocolo seja focado na realidade da UFSJ, muitas recomendações podem ser utilizadas também em outros contextos, especialmente neste momento de crescimento da pandemia em nosso país.

A presidente do Comitê, vice-reitora Rosy Ribeiro, explica que as informações foram organizadas de forma a orientar o público em três diferentes situações, facilitando a adoção das medidas necessárias em cada caso. Essas situações previstas são: a entrada nos prédios dos campi nos períodos emergenciais; o cuidado e a proteção individual durante a permanência; e o uso e a higienização dos ambientes.

Que tal conferir item por item do protocolo, para garantir que todos os cuidados possam ser tomados também em 2021?

Entrada nos prédios

As atividades do período remoto emergencial começaram em setembro. Caso, durante esse período, seja necessário acessar as dependências da UFSJ, as pessoas devem se identificar e se registrar na portaria, usar a máscara de forma correta e higienizar as mãos com álcool 70%, utilizando os dispensers disponibilizados pela instituição ou os seus próprios frascos de uso individual.

Estudantes, técnicos, professores e prestadores de serviço passam por uma barreira sanitária e têm a temperatura aferida. Se a temperatura for superior a 37,5 ºC, devem retornar para casa e seguir os protocolos específicos determinados pelos órgãos de saúde. Caso alguém apresente sintomas como tosse, febre, coriza, dor de garganta, dificuldade para respirar, fadiga, tremores e calafrios, dor muscular, dor de cabeça, perda recente do olfato ou paladar, deverá comunicar a instituição e procurar atendimento médico imediatamente - o protocolo relaciona os contatos dos pontos de referência para atendimento Covid em cada cidade onde a UFSJ tem campus.

Cuidado e proteção individual

O documento detalha como as pessoas devem proceder para se protegerem durante a permanência nos espaços da instituição. Este capítulo do protocolo é dividido em: uso de máscaras; lavagem das mãos; vestimenta e estilo; e comportamento.

As máscaras são de uso individual e devem ser trocadas de duas em duas horas ou quando estiverem úmidas - por isso a importância de levar máscaras reservas. O usuário deve ter cuidado no momento de colocar as máscaras (as mãos precisam estar higienizadas) e de tirá-las (pegar apenas nas alças). Mas, atenção: as máscaras não descartam a necessidade de manter o distanciamento social e a higienização das mãos.

A lavagem das mãos deve ser com água e sabão. Se não for possível, utilizar álcool 70% sempre que tocar em objeto de uso coletivo, ao entrar e ao sair da sala ou laboratório, após o contato com superfícies ou objetos com algum potencial de contaminação e durante todo o período de trabalho. A lavagem das mãos e antebraços deve durar pelo menos um minuto, incluindo os punhos, dorsos e palmas, entre os dedos e as as unhas.

A escolha da vestimenta deve evitar a utilização de objetos difíceis de serem desinfectados, como bolsas e bonés. Os cabelos longos deverão estar presos e mochilas serão guardadas em locais indicados. Jalecos não devem ser compartilhados.

A atenção aos hábitos comportamentais finaliza este tópico, trazendo 13 itens que abordam a necessidade de evitar o contato físico, manter distância, não compartilhar objetos pessoais, dentre outras instruções.

Ambiente seguro

A terceira situação trata do uso e desinfecção dos ambientes. Como instruções gerais, é obrigatório, em todos os ambientes da UFSJ, o uso da máscara individual, a higienização frequente das mãos, adotar ventilação natural nos ambientes de trabalho (mantendo portas e janelas abertas), evitar o uso de ar condicionado. O capítulo aborda, ainda, cuidados de higiene para uso de banheiros e bebedouros, e estabelece que, durante a pandemia, os elevadores serão de uso exclusivo para pessoas com deficiência.

Outras dicas

O protocolo apresenta, ainda: um guia de cuidado com as máscaras; instruções para preparo de soluções sanitizantes; e uma lista de unidades de saúde para atendimento prioritário para Covid-19 nas cidades em que a UFSJ está presente.


Publicada em 22/12/2020
Fonte: ASCOM

 Voltar