Instituto Histórico e Geográfico de São João del-Rei

Rua Santa Teresa, 12Centro - São João del-Rei - 36300-114

Telefone:

Serviços:

História e Geografia municipal.

Data de inicio das atividades: 1º de março de 1970

Histórico:

INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE SÃO JOÃO DEL-REI

Endereço: Rua Santa Teresa, 12Centro - São João del-Rei - MG

Data de fundação: 1° de março de 1970

CNPJ: 18994319/0001-45

Pessoa jurídica sem fins lucrativos, considerada de utilidade pública (Lei Municipal n° 116De 15/6/1970) e reconhecido como órgão consultivo do poder público municipal (Lei Municipal n° 1558 de 2/5/1977)

Momentos memoráveis:

Em 1970 - Única Instituição a protestar, embora inutilmente, contra a demolição da bicentenária igreja do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, desta cidade.

2 - Em 198Participação efetiva na defesa e preservação ambiental da Serra do Lenheiro, contra as ambições destrutivas de uma mineradora. Luta coroada de êxito.

Em 1990 - Promoveu, através do seu sócio José Gaede, a devolução a esta cidade da locomotiva n° l que a RFFSA daqui, em 1991, havia transferido para Belo Horizonte.

Em 1992 - Integrou, com três de seus sócios, a comissão que promoveu as comemorações do bicentenário da execução de Tiradentes.

Em 199Foi principal articulador da luta contra a ida do vagão histórico da EFOM à cidade de Curvelo, com a desculpa fútil, de nele desfilar a vaidade do Presidente da República. Esse vagão e a locomotiva acima citada são por esta cidade considerados relíquias históricas de grande valor, por que serviram ambos a trazer a esta cidade o Imperador Dom Pedro II, que aqui veio inaugurar a Estrada de Ferro Oeste de Minas - EFOM.

Em 199 Promoveu a restauração da sua sede, próprio municipal tombado pelo Património, considerado a casa mais antiga de São João del-Rei.

Em 1999/2000 - Pelo seu representante no Conselho Municipal de Preservação do Património Cultural promoveu: tombamento de vários imóveis de valor histórico-cultural, como, por exemplo, o tombamento do teatro municipal.

Em 199 Teve a iniciativa e foi o principal batalhador na restauração da pintura ilusionista da Igreja de São Miguel Arcanjo no distrito de São Miguel do Cajuru, neste Município, e na aquisição de um sistema de alarme para proteção de sua imaginária e peças sacras, algumas restauradas graças a sua intervenção. Além disso vem promovendo gestões, junto ao IPHAN/MG, 13ª SR, visando o tombamento do conjunto da obra do pintor ilusionista sacro Joaquim José da Natividade.

Em 2000 - Apoiou o resgate folclórico regional: festas do Divino em Matosinhos, paralizadas desde 1924; instalação em suas dependências de um museu do folclore, parceria com a Subcomissão Vertentes de Folclore, filiada à CMFL.

Em 2000 - Disponibilização de seus espaços físicos para cursos, conferências, lançamentos de livros, exposições e apresentações musicais. Custódia e exposição permanente de diversas peças e quadros, como a estátua de Astréia, de 1812, antes abandonada e danificada em vários cantos da cidade.

Atividades rotineiras:

Reuniões mensais, sempre ao primeiro domingo de cada mês, de 10 às 12 horas, com conferências sobre a história e a geografia regionais.

Publicação bienal de revista própria, cujo último exemplar foi a de n° 9, que enviamos anexa.

Diretoria atual:

Presidente: Antônio Gaio Sobrinho

Vice-Presidente: José Antônio de Ávila Sacramento

Primeira Secretária: Betânia Maria Monteiro Guimarães

Segundo Secretário: Pedro Paulo Correa

Primeiro Tesoureiro: Agostinho Guimarães

Segundo Tesoureiro: Ulisses Passarelli

Bibliotecário: Silvério Parada

Agenda oficial: Reuniões mensais às 10 hs dos primeiros domingos

Participação na restauração e reforma do Teatro Municipal

Projetos - pesquisas - programas e ações em andamento: Pesquisas e elaboração de biografia de seus patronos

Principais problemas da área que atua: Falta de recursos financeiros

Publicações: Revista Trienal

Responsável pelo órgão: Antônio Gaio Sobrinho - presidente

Representante da instituição para contatos: Presidente

Sugestões para o desenvolvimento turístico em nossa cidade: Construção de um terminal turístico.

Público: Estudantes, professores, intelectuais em geral

Data da coleta de dados: 8 de julho de 2002

Responsável pelas informações: Antônio Gaio Sobrinho