UFSJ 30 anos: Emir Sader discute universidade pública e cortes econômicos

Tempo de celebração e preparação para o futuro, a UFSJ finaliza as comemorações de seus 30 anos com a conferência “A universidade pública diante das perspectivas econômicas”, ministrada pelo sociólogo e cientista político Emir Sader (UERJ), na quinta-feira, 17, às 19h30, no Teatro do Campus Dom Bosco em São João del-Rei.

Durante a palestra, o professor vai discutir as possibilidades que as universidades públicas têm diante dos cortes orçamentários e como as instituições devem se preparar para o futuro, de forma a continuar garantindo acesso gratuito a um ensino superior de qualidade. A esfera educacional tem sofrido particularmente neste sentido. Em 2017, as diminuições de orçamentos nas universidades públicas, em março, atingiram R$ 3,6 bilhões de despesas do Ministério da Educação (MEC) e mais de R$ 700 milhões em emendas parlamentares para a área da educação. “A redução do Estado às suas dimensões mínimas promove a centralidade do mercado, o que afeta frontalmente os direitos e promove todo tipo de mercantilização”, argumenta Sader.

Emir Sader é graduado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP), mestre em Filosofia e doutor em Ciência Política pela mesma instituição. Atualmente é professor do Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Tem experiência na área de Ciência Política e Sociologia, com ênfase em Estado e Governo. É Presidente do Comitê Científico Consultivo do Programa MOST (Gestão de Transformações Sociais) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

No dia da conferência, será iniciada a intervenção “A urna da minha aldeia”, em que o público poderá redigir mensagens contendo as expectativas para os próximos 30 anos da Universidade. A coleta desses recados encerra na Semana de Extensão da UFSJ, no dia 6 de outubro, quando a urna será transformada em cápsula do tempo, a ser reaberta em 2047, nos 60 anos da instituição.

A conversa com Emir Sader encerra o ciclo de discussões iniciado em maio. Promovidas pela Reitoria, as conferências percorreram as quatro cidades que abrigam a UFSJ, promovendo o debate em torno dos papéis e dos desafios na consolidação de uma universidade pública. As palestras colocaram em cena temas como a flexibilização curricular na graduação (Ricardo Takahashi, UFMG), a aproximação das instituições de ensino com as políticas urbanas (Ermínia Maricato, USP), a construção de políticas de internacionalização (Antônio Chalfun, Ufla) e perspectivas para a formação na área de Saúde (Geraldo Brasileiro, UFMG) . A escolha dos temas e conferencistas foi realizada por uma comissão especial constituída pelos professores Cláudio Alberto dos Santos, Glauco Santos, Valéria Braga, Zandra Coelho, além de integrantes da Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários e da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação.


Publicada em 09/08/2017
Fonte: ASCOM

 Voltar