O futuro do ensino superior em tempos de cortes orçamentários



“Sou filho de escola pública”, assim afirmou o sociólogo e cientista político Emir Sader (UERJ) na última quinta-feira, dia 17, durante a conferência “A universidade pública diante das perspectivas econômicas”, realizada no teatro do Campus Dom Bosco. Esta foi a discussão que tomou conta da noite: a garantia de uma educação de qualidade como direito para todos os cidadãos. Educação essa, como pronunciou Emir, que se expandiu no Brasil, em anos anteriores, atingindo as camadas mais pobres e, hoje, se torna “vítima” dos cortes orçamentários governamentais, transformada em mercadoria na lógica neoliberal.