Trem Ki Voa Micro: de malas (quase) prontas para competição mundial

Tricampeã brasileira, equipe ainda esbarra em limitações financeiras. Interessados podem ajudar por meio de financiamento coletivo

A equipe de engenharia Trem Ki Voa Micro, da UFSJ, classificou-se para a competição mundial SAE Aero Design East, que acontecerá na Flórida, Estados Unidos, entre os dias 9 e 11 de março deste ano. O grupo conseguiu a vaga após vencer a disputa nacional SAE Brasil Aero Design, em 2017, tornando-se tricampeão brasileiro. A competição conta, ao todo, com 75 equipes de diversos países.

A SAE Aero Design East consiste em desafios que envolvem técnicas e conhecimentos sobre Engenharia Aeronáutica e é dividida entre as categorias regular, aberta e micro. O grupo da UFSJ competirá na classe micro, que tem como objetivo, neste ano, a realização de um projeto e a construção de uma aeronave que tenha menor peso e carregue a maior carga possível (tubos de PVC). “Precisamos ainda escrever um relatório e preparar uma apresentação oral, explicando todas as escolhas do projeto”, explica Lucas Valadares, representante da equipe Trem Ki Voa Micro. A pontuação final será dada a partir da soma do que for obtido nessas três fases da competição.

De acordo com Lucas Valadares, uma das principais dificuldades da equipe é o arrecadamento do dinheiro para a viagem. “Particularmente, enfrentamos o desafio financeiro, uma vez que os custos com a viagem para os Estados Unidos e com os materiais que atendem as especificações do nosso projeto são elevados e fora do orçamento da equipe”, explica.

Para isso, o grupo criou um financiamento coletivo online, por meio do qual as pessoas podem doar valores que variam de R$ 20 a R$ 500. O objetivo é conseguir R$ 5 mil para ajudar nas despesas da compra do material para a construção da aeronave, passagens e estada dos estudantes nos Estados Unidos. Ainda assim, o representante da equipe destaca que esse dinheiro não é suficiente: “A meta que colocamos na campanha não consegue cobrir todos os nossos custos”.

Os estudantes também estão buscando outras formas de conseguir o dinheiro: “Estamos fazendo rifa, buscando parcerias com diversas empresas de todo o país, fazendo arrecadações nos sinais de trânsito e contamos com a contribuição mensal dos membros”, explica Lucas Valadares. O financiamento on-line fica aberto até dia 15 de fevereiro. Caso o objetivo não seja atingido, o dinheiro retorna aos colaboradores.

A equipe

A Trem Ki Voa Micro é formada por estudantes dos cursos de Engenharia Elétrica, Mecânica e de Produção da UFSJ. O objetivo do grupo e envolver os alunos em uma situação real de projeto aeronáutico, com o intuito de desenvolver uma aeronave rádio controlada, desde seu projeto inicial até os testes no protótipo construído.

A equipe foi fundada em 2009, a partir do grupo Trem Ki Voa, anteriormente chamado Coiote. Com o intuito de se preparar para competições, foi criada a Trem Ki Voa Micro, que tem seu desenvolvimento voltado para disputar na SAE Aero Design Brasil. “Somos equipes irmãs que competem em categorias separadas”, explica Lucas Valadares.

Em 2012, um ano após começar a disputar, o grupo foi vice-campeão nacional, consagrando-se campeão nos anos de 2014, 2016 e 2017. Além disso, em 2015, a Trem Ki Voa Micro classificou-se em segundo lugar na competição mundial.


Publicada em 10/01/2018
Fonte: ASCOM

 Voltar