Outubro Rosa - Progp lança cartilha sobre alimentação e câncer

Texto pretende informar aspectos nutricionais e formas de prevenção do câncer de mama

Como parte das ações da campanha Outubro Rosa, o Núcleo de Promoção da Saúde e Qualidade de Vida, da Pró-Reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (Progp), lançou cartilha que analisa mitos e verdades sobre a relação alimentação-câncer. Segundo Camila Negreiros, nutricionista que elaborou o texto, a intenção é incentivar hábitos alimentares saudáveis, de modo a prevenir-se o câncer de mama.

 

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), alimentação e nutrição inadequadas pontificam como a segunda maior causa da doença no país. São responsáveis por até 20% da incidência em países em desenvolvimento, como o Brasil, e por aproximadamente 35% dos óbitos. Ingerir alimentos variados, como frutas, verduras, legumes, cereais integrais, grãos - evitando alimentos ultraprocessados - pode levar à prevenção de 3 a 4 milhões de casos novos de câncer a cada ano no mundo.

 

Como exemplo, a cartilha informa que o excesso de gordura corporal é um dos fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de mama, em razão de alterações hormonais e manutenção de um estado inflamatório crônico. Como mito, o texto esclarece que o consumo de alimentos aquecidos no microondas não aumenta o risco de câncer.

 

Escrito com informações disponibilizadas pelo Inca, a cartilha elaborada por Camila faz parte do Programa de Promoção da Alimentação Adequada e Saudável, que também promove o Dia de Feira, projeto de extensão que facilita a venda, no pátio do Campus Santo Antônio da UFSJ, de alimentos orgânicos produzidos por meio da agroecologia e da economia solidária.

 

Você pode conferir a cartilha aqui


Publicada em 10/10/2018
Fonte: ASCOM

 Voltar