Comissão da UFSJ debate a formação de professores da educação básica

A Comissão de Integração para Políticas de Formação de Professores da Educação Básica da UFSJ (CIPROF) realizou sua primeira reunião no último dia 18 de junho. Vinculado à Pró-reitoria de Ensino de Graduação, o grupo busca promover a articulação entre os cursos de formação de professores da educação básica da universidade e os sistemas de ensino das regiões de abrangência da instituição.

Além dos membros da comissão, o encontro contou com a presença do reitor Sérgio Augusto Araújo da Gama Cerqueira e da pró-reitora adjunta de Ensino de Graduação, Stella Maris Resende. Durante a reunião, o professor Ricardo Sepini foi eleito presidente da comissão. Os presentes ainda realizaram uma análise dos aspectos gerais dos cursos de Licenciatura da UFSJ, além de determinarem que a primeira atividade da CIPROF será a definição dos aspectos relacionados ao Estágio Supervisionado dos alunos dos cursos de formação de professores da Universidade.

Composição

A comissão é composta pelos docentes efetivos da UFSJ, Ricardo Pereira Sepini (DCNAT), Edmundo Narracci Gasparini (DELAC), Heitor Antônio Gonçalves (DECED), Vicente De Paula Leão (DEGEO) e Viviane Cristina Almada De Oliveira (DEMAT), escolhidos de forma que as diferentes áreas do conhecimento fossem representadas. Também fazem parte da equipe as professoras Silmara Cristina Arantes Giarola e Raquel Cássia Ramos, indicadas, respectivamente, pela Secretaria Municipal de Ensino de São João del-Rei e pela Superintendência Regional de Ensino de São João del-Rei. Como representação estudantil, o discente de graduação da UFSJ, Matheus Lemes Martins de Assis, foi indicado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE).

Cumprindo metas

A criação do grupo contribui para o cumprimento dos objetivos previstos para a graduação no PDI 2014-2018, que é o fortalecimento dos cursos de Licenciatura da UFSJ. A comissão também atende à demanda da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) que indica a existência de uma instância organizacional que integre a política de formação de docentes da educação básica, para que instituições de ensino superior participem dos programas de fomento da Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica (DEB) da CAPES. Esta determinação seria exigida a partir de 31 de dezembro de 2019. 


Publicada em 27/06/2019
Fonte: ASCOM

 Voltar