Aluno de Artes Aplicadas conquista medalhas nas Surdolimpíadas do Brasil 2019

Thalyson Lino

A segunda edição das Surdolimpíadas do Brasil, ocorrida entre os dias 20 e 23 de junho, em Pará de Minas, contou com desempenho de destaque do aluno do curso de Artes Aplicadas da UFSJ Thalyson Lino. Ele garantiu para a Associação de Surdos de Minas Gerais uma medalha de prata e outra de bronze, ambas no atletismo.

Dos 14 estados participantes, Minas Gerais terminou em terceiro lugar no quadro de medalhas, com seis de ouro, duas de prata e cinco de bronze. Thalyson conquistou a medalha de prata nos 5 km de corrida de rua e o bronze nos 100 metros rasos. A Associação de Surdos de São João del-Rei (ASSJ) também levou para a competição Saulo Giarola, que ficou em segundo lugar nos 200 metros e em terceiro nos 5 km corrida de rua. O evento, organizado pela Confederação Brasileira de Desportos de Surdos, possui outras dez modalidades além do atletismo.

Thalyson conta sua história no esporte por meio da intérprete de Libras da UFSJ Andréa Martins do Nascimento. O atleta sempre teve vontade de competir para mostrar o potencial do surdo, já tendo participado de corridas pequenas na região. As Surdolimpíadas, entretanto, foi a primeira competição só com surdos, sendo importante para Thalysson e todos os outros participantes para se valorizarem enquanto comunidade e mostrarem o potencial que têm.

O medalhista já esperava bons resultados e sonha longe: tem vontade de se classificar para categoria sul americana da competição e depois a mundial. Para se preparar para as Surdolimpíadas, Thalyson recebeu orientação alimentar e preparação física para fortalecimento muscular. Participar de outras corridas na região visando à de Pará de Minas também o ajudou.

Ao falar sobre sua inspiração, o sinal de raio com os braços apontados para cima não deixava dúvidas: Usain Bolt. Nos treinos, por exemplo, Thalyson segue algumas dicas e hábitos do corredor jamaicano. Quer ser a versão surda do Bolt, não de forma a copiá-lo, mas de tê-lo como inspiração, respeitando seu corpo enquanto surdo.

A multiplicidade de Thalyson

Além do atletismo, o aluno de Artes participa de várias modalidades esportivas, aprendendo tudo o que pode aos poucos. O favorito é o futebol, a que se dedica mais, e sempre que possível treina junto com um grupo da ASSJ. Em maio deste ano, ficaram em terceiro lugar na V Copa Minas de Futebol Society dos Surdos em Pará de Minas, mesma colocação que ano passado.

Thalyson se mostra múltiplo: tem vontade de fazer uma graduação em Educação Física na UFSJ futuramente, mas a Artes também faz parte de quem ele é. Sua família tem loja de artesanato com tradição de fazer bonecos de gesso, como as namoradeiras.

Sobre a maior inclusão dos surdos na sociedade, com a presença cada vez maior de intérpretes em eventos públicos, Thalyson aponta que, apesar de ser significativo, é apenas o cumprimento da legislação, respeitando os direito dos surdos. O atleta exemplifica que se tivesse alguma apresentação em inglês, teria um tradutor de inglês e a libras também é uma língua - a segunda língua oficial do Brasil.


Publicada em 08/07/2019
Fonte: ASCOM

 Voltar