UFSJ recusa a adesão ao Future-se

A Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) rejeitou por unanimidade a adesão da instituição ao Programa Future-se, apresentado pelo Ministério da Educação (MEC). Na tarde desta segunda-feira, 19, os conselhos superiores da UFSJ promoveram uma reunião conjunta na qual votaram o posicionamento contrário à proposta do Governo Federal. O encontro foi aberto ao público e contou com grande participação de técnicos administrativos, professores e estudantes, além da presença dos integrantes dos conselhos Universitário (Consu), Diretor (Condi) e de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conep). 
 
Em uma segunda votação, os conselheiros aprovaram a publicação de uma Moção de Repúdio ao Future-se que será elaborada com base nos pontos levantados pelos presentes na reunião. O texto será submetido aos Conselhos e trará as críticas feitas sobre a proposta pelos participantes. 
 
O reitor da UFSJ, Sérgio da Gama Cerqueira, defendeu a autonomia e a gratuidade da universidade pública. “As instituições não foram chamadas para o debate quando a proposta do Future-se foi estruturada. Desta forma, a UFSJ está aberta a dialogar sobre ações que visem fortalecer e desenvolver o ensino superior de qualidade nas universidades”. 
 
A UFSJ acompanha a decisão já tomada pelos conselhos superiores de outras universidades federais, como do Rio de Janeiro (UFRJ), de Minas Gerais (UFMG), do Ceará (UFC), do Amapá (Unifap), do Amazonas (UFAM), de Roraima (UFRR), entre outras.


Publicada em 19/08/2019
Fonte: ASCOM

 Voltar