UFSJ agrega sustentabilidade e economia a Projeto de Eficiência Energética

Rodrigo Nascimento

Os resultados positivos do Projeto de Eficiência Energética da UFSJ foram apresentados na manhã desta sexta, 17. Mais de 80 pessoas participaram do evento on-line que debateu a importância do investimento em iniciativas que geram economia de energia e promovam a sustentabilidade, além da conscientização da sociedade.

O projeto foi financiado com aporte de R$ 1,085 milhão da Companhia Cemig Distribuição S.A., por meio do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A empresa Deode Inovação & Eficiência foi a responsável pela execução das atividades na UFSJ, em conjunto com a Divisão de Projetos e Obras, ligada à Pró-Reitoria de Administração.

Ao todo, cerca de 10 mil lâmpadas foram substituídas nos campi da Universidade, passando a utilizar a tecnologia L.E.D. Mais eficientes e duráveis, os novos equipamentos representaram uma relevante economia, permitindo que a UFSJ deixasse de consumir 567,6 MWh/ano, montante equivale à quantidade de energia necessária para manter a iluminação antiga do Campus Sete Lagoas (CSL) funcionando durante quase dois anos. Com os novos equipamentos, este total possibilitaria que as lâmpadas de L.E.D. do CSL permanecessem ligadas por mais de quatro anos.

O reitor da UFSJ, Marcelo Andrade, apresentou as ações realizadas pela instituição com foco na eficiência energética e na sustentabilidade. “A nova iluminação da UFSJ trouxe diversos benefícios para a comunidade acadêmica. Estamos orgulhosos em concluir esta etapa e dispostos a participar de futuras chamadas públicas que venham a acontecer.” Reconhecendo o protagonismo dos servidores, o reitor deu ainda destaque a diversas iniciativas institucionais, voltadas a preservar o meio ambiente, por meio da diminuição do consumo de energia, desenvolvimento de projetos de construções mais sustentáveis, reuso de água, entre outros.

O diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Cemig, Roberto Bastianetto, fez questão de participar do evento para destacar a relevância da iniciativa da UFSJ. “Ficamos felizes com a parceria efetivada com a Universidade, que é mais uma contemplada por este programa de grande magnitude. É com alegria que fazemos a entrega deste projeto que, juntamente com outras ações, demonstra o compromisso social da Cemig em melhorar a vida dos mineiros”, destacou.

O encontro contou ainda com conteúdos trazidos pelo gerente de Eficiência Energética da Cemig Distribuição S.A., Ronaldo Lucas Queiroz, e do presidente da Associação Brasileira das Empresas de Serviço de Conservação de Energia (Abesco), Frederico Rocha de Araújo, que também preside a Deode.

Descarte consciente
A preocupação com o meio ambiente foi colocada também como premissa do projeto. O descarte do material substituído foi realizado de maneira correta, sendo direcionado à reciclagem. Ao todo, mais de 10 mil lâmpadas fluorescentes e 1.420 quilos de produtos eletroeletrônicos e outros componentes foram entregues à empresa especializada para tratamento e destinação dos resíduos.

Placa de inauguração
Ao final do evento, a Cemig realizou a entrega simbólica da Placa de Inauguração do Projeto de Eficiência Energética da UFSJ, iniciado em 2019 e concluído neste ano. Os campi Santo Antônio, Dom Bosco, Tancredo Neves, Sete Lagoas e Centro-Oeste Dona Lindu, além do Solar da Baronesa, receberão a homenagem que marca a conclusão do trabalho.  


Publicada em 18/07/2020
Fonte: ASCOM

 Voltar