Aula magna inaugura as atividades de ensino remoto na UFSJ

A UFSJ promove, na próxima terça, 15, a aula magna do período remoto emergencial da instituição. O evento marca o retorno das atividades de ensino, trazendo para debate um tema de interesse coletivo - A universidade e os saberes indígenas: diálogos epistemológicos. Promovida pela Pró-Reitoria de Ensino de Graduação, a palestra será realizada a partir das 19h. Toda a comunidade acadêmica e demais interessados estão convidados a participar por meio do canal da TV UFSJ no YouTube.

O conteúdo será apresentado pelo professor do Instituto Federal da Bahia (IFBA), Edson Kayapó, e mediado pela professora do Departamento de Ciências Sociais (Decis) da UFSJ, Maria Leônia Chaves de Resende. Ativista do movimento indígena, pertencente ao povo Mebengokré, o conferencista Edson Kayapó elogia a iniciativa, que promove visibilidade e audibilidade à temática indígena. “O contexto atual, que reúne pandemia, crise social e crise econômica, é o momento de promovermos um diálogo no qual consigamos convergir os saberes indígenas com os conhecimentos acadêmicos, em função da perpetuação da vida no planeta, em todos os sentidos, mas de maneira respeitosa.”

Segundo a professora Maria Leônia, ao abordar este tema, a Universidade cumpre não só seu papel de produtora e promotora de conhecimento, como também contribui para uma “ecologia de saberes”. Será um espaço extremamente produtivo, “pois permitirá que sejam estabelecidos um vínculo e um diálogo com os saberes indígenas, dando oportunidade para que possamos identificar as formas de entendimento e as alternativas que eles colocam ao nosso mundo”, detalha.

Início das aulas
As atividades de ensino da UFSJ serão retomadas nesta segunda, 14, após cerca de seis meses de suspensão, devido à pandemia. Na pós-graduação, as aulas recomeçaram na última terça, 8. De acordo com o pró-reitor adjunto de Ensino de Graduação, Vicente de Paula Leão, o retorno é resultado de um esforço conjunto da Universidade que, a partir de um amplo debate com a comunidade acadêmica, em suas diferentes instâncias, definiu as bases para o início do período de ensino remoto emergencial.

Vicente Leão explica que, nesta semana, a UFSJ entra em uma nova e inédita fase, que só foi possível devido à participação de todos os segmentos que compõem a Universidade. Para marcar este novo momento, nada mais adequado do que fomentar o debate sobre a questão indígena, tema urgente e de interesse de toda sociedade. “A aula magna inaugura, simbolicamente, o período emergencial remoto. O retorno às atividades de ensino permite à UFSJ continuar exercendo, juntamente com as atividades de pesquisa e extensão, seu protagonismo na construção de uma sociedade mais justa e democrática.”


Publicada em 12/09/2020
Fonte: ASCOM

 Voltar