O encantamento pela profissão é a chave de tudo

A homenagem da UFSJ ao Dia dos Professores estreia com uma história de encantamento pela profissão, contada pelo docente Marconi de Arruda Pereira. Com entusiasmo, a escolha pela carreira é descrita pelo professor, que exerce seu ofício no Departamento de Tecnologia em Engenharia Civil, Computação e Humanidades (DTECH), do Campus Alto Paraopeba, desde 2013.

Marconi demonstra sua paixão pela profissão a todo momento, e detalha com envolvimento e satisfação sua dúvida sobre o que lhe despertou mais fascínio: a Computação ou a docência. “Ao se tornar professor, a pessoa realiza duas escolhas. A primeira, pela área de atuação, e a segunda, pelo ofício de ensinar, decisões que se misturam e se complementam.”

Em sua definição, professores são artistas que transformam conteúdo em conhecimento. Ao se empenharem em ensinar, produzem arte das mais diversas formas, traduzindo os mais diferentes temas, tornando palpável aquilo que antes era desconhecido. E, assim, seguem formando novos artistas. “Ensinar é a arte de descomplicar e mostrar aos alunos que é possível aprender”, completa.

As referências também foram importantes. Marconi conta que se espelhou em alguns mestres marcantes de sua trajetória. Nesse sentido, duas professoras foram lembradas com admiração: a que dominava com maestria a Língua Portuguesa, e a que lhe apresentou uma Matemática que poderia resolver tudo.

Marconi Pereira comemora e destaca ainda a liberdade intrínseca à carreira docente. “Diferente da indústria, a Academia permite que se aprenda, descubra e estude sobre temas em que se tem interesse, e não apenas os conteúdos direcionados pelo mercado. Isso reabastece o espírito, gerando novas ideias e conhecimentos, além de realimentar a paixão pela profissão.”

Por fim, Marconi reafirma que o encantamento é a chave de tudo, sendo o combustível para se fazer um bom trabalho e se manter otimista e vibrante na profissão. “A rotina de professor, às vezes, é solitária e, por isso, é importante estabelecer proximidade com outros docentes. Atitudes assim possibilitam um suporte mútuo e a aplicação de uma injeção de ânimo que estimula a realização de um trabalho cada dia melhor.
 


Publicaremos, ao longo desta semana, uma série de perfis que homenageia os professores da UFSJ.
Como não é possível entrevistar a todos, contamos com a ajuda do Setor de Registro na definição de nossas fontes,
segundo critérios que buscaram contemplar a diversidade que caracteriza nossa comunidade docente.

 


Publicada em 14/10/2020
Fonte: ASCOM

 Voltar