UFSJ sedia I Congresso Multidisciplinar de Análises Clínicas e Toxicológicas

De 15 a 19 de março, a UFSJ será sede, no Campus Centro-Oeste Dona Lindu (CCO), do I Congresso Multidisciplinar de Análises Clínicas e Toxicológicas (I Comact), idealizado pela Liga Acadêmica dessa área. O evento terá transmissão pela plataforma Even 3, a partir das 16h30. O público-alvo são estudantes, professores e profissionais da área da saúde.

Os participantes terão a oportunidade de publicar seus resumos no Brazilian Journal of Health and Pharmacy, que aceitará até 150 resumos. A programação conta com 12 palestrantes de diferentes Universidades do país, que irão discutir temas que passam pela hematologia, bioquímica, imunologia, microbiologia e parasitologia clínicas, considerando a grande área de análises toxicológicas e toxicologia, com uma abordagem do mercado de trabalho e o papel das universidades públicas brasileiras no combate à Covid-19.

O I Comact é coordenado pela professora Farah Maria Drumond Chequer Baldoni, que leciona nos cursos de Medicina, Farmácia e Bioquímica do CCO, e pela pós-doutoranda Leilismara Sousa Nogueira. O Congresso vai reunir 11 ligas acadêmicas de diferentes instituições do país. “Nesse cenário pandêmico, a área de atuação das análises clínicas e toxicológicas se torna indispensável, pois compreende desde os exames que investigam o estado de saúde de um indivíduo, bem como a avaliação do acompanhamento do paciente infectado com o novo coronavírus, e a previsão de seu prognóstico”, destaca Farah.

A programação completa está disponível na página do evento e no perfil do Instagram.

Em entrevista, a professora Farah Chequer Baldoni destaca aspectos relevantes do I Congresso Multidisciplinar de Análises Clínicas e Toxicológicas:

Como avalia a importância do I Comact diante do cenário da pandemia?
A situação de pandemia ocasionada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), no Brasil, exige que as diversas áreas da Saúde trabalhem num esforço conjunto em prol da saúde da população. Nossa área tem muito a contribuir, como, por exemplo, no rápido desenvolvimento de métodos eficazes para o diagnóstico da Covid-19. Sabemos que a testagem no país está muito abaixo do esperado, e identificar o real número de infectados é uma importante medida de enfrentamento à pandemia.

Quais as expectativas em relação a engajamento e participações?
Nossas expectativas são altas, porque conseguimos reunir palestrantes renomados, que vão tratar de temas atuais e relevantes na área das Análises Clínicas e Toxicológicas, num evento de elevada qualidade científica, que conta, ainda, com a presença de sete instituições diferentes e o apoio de diversas sociedades.

Fale-nos um pouco sobre o Brazilian Journal of Health and Pharmacy.
O Brazilian Journal of Health and Pharmacy (BJHP), ligado ao Conselho Regional de Farmácia de Minas Gerais (CRF-MG), é um periódico trimestral, comprometido com a divulgação de uma Ciência de qualidade. O BJHP, on-line, é de acesso livre e gratuito, oferecendo conteúdos abertos que seguem o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização do conhecimento.

Gostaria de elencar quem está participando do evento, professora?
Sim. Queria destacar que o I Comact foi idealizado pela Liga Acadêmica de Análises Clínicas e Toxicológicas da UFSJ (LAACT), em parceria com as seguintes entidades, que listo a seguir: Liga Acadêmica de Microbiologia e Liga Acadêmica de Hematologia e Hemoterapia da UFSJ; Liga Acadêmica de Análises Clínicas da Universidade Federal do Ceará; Liga Acadêmica de Toxicologia e Liga Acadêmica de Microbiologia e Parasitologia da Universidade Federal de Goiás; Liga Acadêmica de Bioquímica Clínica e Liga Acadêmica de Toxicologia da Universidade Federal do Vale do São Francisco; Liga Acadêmica de Microbiologia da Universidade José do Rosário Vellano (Unifenas); Liga Acadêmica de Hematologia do Centro Universitário Paulo Afonso (BA); Liga Acadêmica de Toxicologia Clínica da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora; e Liga Acadêmica de Análises Clínicas do Hospital Cruz Vermelha.

 

Samara Santos
Estudante de Jornalismo, estagia na Ascom


Publicada em 22/02/2021
Fonte: ASCOM

 Voltar