UFSJ recebe estrangeiros em intercâmbio na pós-graduação

O Programa de Pós-Graduação em Física e Química dos Materiais (FQMAT) receberá, em setembro deste ano, dois estudantes estrangeiros, uma colombiana e um mexicano, que estarão cursando mestrado e doutorado na UFSJ. A ação se concretizou por meio do Programa de Alianças para a Educação e a Capacitação (Paec).

Iniciado em 2011, o Programa é fruto de um acordo entre o Grupo de Cooperação Internacional de Universidades Brasileiras (GCUB) e a Organização dos Estados Americanos (OEA), e conta com o apoio da Divisão de Temas Educacionais e Língua Portuguesa do Ministério das Relações Exteriores do Brasil e da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS).

A seleção para o Paec é anual, e a UFSJ se filiou em 2014. “Nossa primeira adesão foi no ano seguinte. Na ocasião, os programas de pós em Letras, Educação, Engenharia Elétrica, Engenharia da Energia, Enfermagem e o Doutorado Multicêntrico em Química de Minas Gerais ofereceram vagas e bolsas. Depois disso, em face dos cortes orçamentários e da redução de bolsas disponibilizadas pela Capes, não aderimos às chamadas subseqüentes”, explica a Assessora de Assuntos Internacionais da UFSJ, Liliane Assis Sade.

Para ela, o Paec é importante por contribuir para o processo de internacionalização dos programas de pós-graduação da UFSJ, visto ser este um dos critérios de avaliação da Capes, a agência nacional de fomento à pós-graduação. Nesse quesito, são avaliados indicadores como o número de publicações internacionais de alto impacto, as parcerias com universidades estrangeiras e a oferta de aulas em língua estrangeira. “Ao receber esses alunos, os programas dão mais um passo na direção da internacionalização, beneficiando-se também do multiculturalismo e multilinguismo que essas vindas representam”, afirma a assessora.

Além de garantir visibilidade nacional e internacional à UFSJ, a participação em programas de cooperação contribui também para o chamado “processo de internacionalização em casa.” “Num momento em que a mobilidade acadêmica internacional está comprometida tanto pela pandemia da Covid-19 quanto pelos cortes orçamentários, a presença de alunos estrangeiros na instituição propicia experiências significativas para nossa comunidade acadêmica, trazendo as relações internacionais para dentro dos muros da UFSJ”, analisa Liliane.

FQMAT
Coordenado pelo professor Marco Antônio Schiavon (Departamento de Ciências Naturais), o Programa de Pós-Graduação em Física e Química dos Materiais receberá pelo Paec o estudante mexicano Alberto Jorge Baeza Campuzano, que cursará doutorado, e a pós-graduanda colombiana Maria Del Rosario Dias Granados Gimenes, que iniciará o curso de mestrado. De acordo com Schiavon, a seleção no Paec é feita por interesse dos alunos no programa de pós-graduação. Depois de inscritos, os candidatos são selecionados de acordo com a formação e currículo. Para as duas vagas da UFSJ, concorreram cinco estudantes para o mestrado e dois para doutorado.

Buscando expandir seu conceito junto à Capes, o FQMAT investe em ações de internacionalização. “O Programa tem adotado estratégias nessa direção e assim diversas ações são implementadas como, por exemplo, a realização de pós-doutoramento de docentes no exterior, programas de colaboração bilateral - caso do que tivemos com a França de 2015 a 2018 (Capes-Cofecub), o qual envolveu o estágio de alunos de doutorado do FQMAT naquele país por um ano, além de outros alunos que estagiaram no exterior por meio de outros editais, como o PNPD da Capes e doutorado-sanduíche do CNPq”, destaca Schiavon.

Outra estratégia de internacionalização do FQMAT tem sido a redação de teses em inglês. “Em 2020, tivemos nossa primeira tese de doutorado defendida em inglês, com a presença de pesquisadores internacionais compondo a banca examinadora. Em 2021 deveremos ter outras teses nesse modelo”, prevê.
 


Publicada em 29/03/2021
Fonte: ASCOM

 Voltar