UFSJ recebe representantes do governo holandês e propõe parceria ambiental

Publicada em 02/05/2022 - Fonte: ASCOM

A Universidade Federal de São João del-Rei recebeu, na manhã desta segunda, 2 de maio, representantes do Escritório Holandês de Apoio aos Negócios (NBSO), da empresa Smartkas, da Epamig, da Associação Nova Geração Brasil, do legislativo municipal, além de assessores da instituição. O reitor Marcelo Andrade, acompanhado da vice-reitora, Rosy Ribeiro, apresentou projeto de parceria para a recuperação da mata ciliar no entorno do Rio das Mortes, em área pertencente ao Campus Tancredo Neves (CTAN).

A proposta, coordenada pelo pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento da UFSJ, Renato Vieira, que integra o corpo docente do curso de Engenharia Florestal (Campus Sete Lagoas), prevê o levantamento de dados em campo, num trecho de aproximadamente 15 km, para avaliação do impacto da área ciliar degradada e posterior classificação qualitativa e quantitativa, de modo a recuperá-la a partir de projetos de ensino, pesquisa e extensão, que conciliem preservação e educação ambiental, num espaço público de lazer verde.

“O governo da Holanda e seus órgãos de fomento trabalham tradicionalmente com políticas públicas voltadas para questões socioambientais, que vêm ao encontro dos objetivos da UFSJ, favorecendo a integração de projetos futuros”, afirmou Marcelo Andrade. Hans Blankenburgh, que chefia a representação do NBSO em Minas, se mostrou entusiasmado com a possibilidade de parcerias com a UFSJ.

Desenvolvimento regional
Outro ponto tratado no encontro desta segunda foi a cessão, solicitada pela Secretaria de Bem-Estar Social da Prefeitura de São João del-Rei em outubro do ano passado, da área lateral à pista de acesso ao CTAN, para construção dos galpões da Smartkas. A área já é utilizada pela Epamig para projetos voltados a pequenos e médios produtores da região das Vertentes, desenvolvidos em conjunto com o curso de Zootecnia da UFSJ, sendo também campo de experimento das Engenharias. “Todo espaço do CTAN é estratégico para as atividades acadêmicas da UFSJ, havendo ainda limitações jurídicas que regem seu uso”, destacou o reitor Marcelo.

Uma das questões apontadas no parecer da Procuradoria Jurídica ao pedido da Prefeitura diz respeito à necessidade de qualquer parceria com o setor privado demandar edital de chamamento público, salvaguardado o interesse da instituição, baseado em suas atividades finalísticas de ensino, pesquisa e extensão. Assim, o uso comercial daquele espaço foge a esse regramento.

O que não impede o apoio da UFSJ à instalação no município de uma empresa que anuncia potencial de criação de dois mil empregos e atuação num setor estratégico, a partir de diretrizes ambientalmente sustentáveis. Uma das sugestões apresentadas foi a ocupação pela Smartkas da área já destinada ao Parque Tecnológico de São João del-Rei, que dispõe de infraestrutura capaz de abrigar a companhia holandesa. “Nesse novo ecossistema de desenvolvimento econômico, a UFSJ, a partir de seu potencial científico, pode ser colaboradora contínua de projetos que promovam o desenvolvimento regional, por meio de atividades de ensino, pesquisa e extensão , e levem dignidade à população local e ao povo brasileiro”, avaliou Marcelo.

O chefe do NBSO disse acreditar que esse será o desdobramento natural de um diálogo iniciado com transparência, aberto a múltiplos atores. “Nossa tarefa agora é pensar juntos a continuidade desse processo, que inclui investimento econômico, programas de pesquisa e desenvolvimento, intercâmbio e eventos acadêmicos”, pontuou Hans Blankenburgh.

Presentes à reunião
A Reitoria da UFSJ recebeu, para essa reunião, os representantes do governo holandês no Estado, Hans Blankenburgh e Luísa Rates, acompanhados do CEO da Smartkas, David Meszaros, e do coordenador de Desenvolvimento de Negócios para a América Latina, Dany Tenenblat. Da Epamig, o gerente do Campo Experimental Risoleta Neves, Antônio Nunes, e a pesquisadora Simone Reis. Da Câmara Municipal, os vereadores Rogério Bosco, Professor Leonardo e Lívia Guimarães, representada pela chefe de Gabinete, Cleo Moutinho. Da Prefeitura, o secretário de Assistência Social e Promoção Humana, Ronildo de Oliveira, e o assessor Geraldo Santiago. Da ONG Nova Geração Brasil, os fundadores Samuel e Laura Van de Raa. Da Universidade, estavam presentes, além do reitor e da vice-reitora: Christiane Finzi, chefe de Gabinete; os assessores e assessoras: Liliane Sade, Assuntos Internacionais; Gabriel Reis, Assuntos Estratégicos; Cibele de Moraes, Comunicação Social; e a chefe do Departamento de Zootecnia, professora Raquel Moreira. No registro fotográfico do evento, a jornalista Rafaela Aguiar e a bolsista de extensão Gabriela Moraes, aluna de Jornalismo na UFSJ.