Encontro de Musicologia Histórica chega à quinta edição

Publicada em 10/11/2022 - Fonte: ASCOM

De 12 a 15 deste mês, no Centro Cultural da UFSJ, pesquisadores, professores e estudantes participarão do V Encontro de Musicologia Histórica do Campo das Vertentes. Nada menos que 22 comunicações e cinco palestras fazem parte da programação do evento, que chega à sua quinta edição, se consolidando no cenário brasileiro dessa área de pesquisa.

O Encontro é um evento científico anual, que acontece em São João del-Rei, com objetivo de refletir sobre as metodologias, técnicas e ferramentas auxiliares na análise de documentos musicais. Musicologia é o estudo científico ou mesmo a Ciência da Música. Considera-se Musicologia a atividade do musicólogo enquanto ofício do pesquisador em Música, diferenciando-se das outras duas grandes áreas: a invenção (ou composição) e a interpretação (performance).

Expectativa
A coordenação-geral é do professor do Departamento de Música da UFSJ (Dmusi), Modesto Flávio Fonseca. O evento é totalmente aberto ao público interessado e suas atividades acadêmicas estarão concentradas na Sala Multimídia do Centro Cultural da UFSJ. A última edição, em 2021, devido à pandemia, foi realizada em modo virtual. Já em 2022, as expectativas, para o coordenador-geral, são bastante animadoras. “Como a anterior foi totalmente on-line, ficamos na expectativa sobre qual seria a resposta dos pesquisadores para essa quinta edição, mas notamos que houve um crescimento expressivo no número de trabalhos inscritos em relação ao ano passado”, comemora.

Ainda segundo Modesto, o Encontro de Musicologia Histórica da UFSJ está se transformando em referência nacional e trazendo avanços nas áreas de pesquisa em arquivos e de estudos de história da Música o que, para ele, demonstra “a força” do evento.

Palestras
Outro ponto de destaque é o alto nível dos palestrantes convidados, entre eles, os musicólogos Paulo Castagna e Sérgio Dias, pesquisadores de larga experiência e reconhecimento científico, e os professores Oiliam Lana (UFMG) e Elenis Guimarães (UFSJ). Em sua palestra, Elenis falará sobre o musicólogo são-joanense José Maria Neves, que foi professor da UniRio, compositor, regente da Orquestra Ribeiro Bastos e considerado em sua época um dos mais importantes musicólogos do país. Será prestada também homenagem ao professor do Dmusi, Jayme Guimarães, falecido no ano passado.

Descentralização
Para o professor Modesto, a importância do evento reside em dois fatores. O primeiro é acontecer em São João del-Rei. “Aqui tem uma quantidade muito grande de fontes primárias, arquivos de documentos musicais, que permitem o desenvolvimento pleno da musicologia histórica”. Como consequência, aponta a descentralização do conhecimento. “Acontecendo no interior, sai das grandes capitais e promove o desenvolvimento de pesquisadores em outros centros”, explica.

Para conferir as pesquisas que serão apresentadas e mais informações sobre o V Encontro de Musicologia Histórica do Campo das Vertentes, acesse a página do evento em https://ufsj.edu.br/emhcv/.