...você está em:


Mapa de Acordos da ASSIN-UFSJ

clique na imagem para ampliar
 

Uma das formas de inserção internacional instituídas pela UFSJ consiste em estabelecer trocas acadêmicas com universidades estrangeiras através de convênios ou acordos de cooperação.

Além dos acordos já firmados, que se encontram listados abaixo, continuamos trabalhando para aumentar o número de parcerias internacionais que possibilitem o desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão.

 

Alemanha 

Intercâmbio e Cooperação áreas de arte e design; estudantes de graduação e pós-graduação, professores e pesquisadores, artistas com vínculo institucional e colaboração em pesquisas e estágios (para pesquisadores e artistas, a ênfase deve estar na educação continuada).

Programa de intercâmbio e cooperação em todas as áreas acadêmicas entre estudantes de graduação e pós-graduação; professores, pesquisadores, pessoal técnico-administrativo de nível superior e colaboradores em pesquisas.

Acordo nas áreas de Eng. (Elétrica, Mecânica, Civil, Mecatrônica, Computacional e Química) / Estagios remunerados para estudantes, cursos, palestras, seminários, visitas técnicas, cooperação entre professores (ensino, pesquisas, publicações em conjunto).

Acordo para a área de história (aberto a outras áreas que apresentarem proposta).

Cooperar no âmbito do projeto conjunto "Homogenisation of Ecosystem functioning between Temperate and Neotropical streams due to Agricultural land use (HECTARE)" 


Argentina

Acordo em todas as áreas acadêmicas; intercâmbio de alunos, docentes, pesquisadores, técnicos de nível superior, pesquisadores 

Acordo em todas as áreas acadêmicas

Acordo em todas as áreas acadêmicas. Intercâmbio de estudantes, pesquisadores, docentes; troca de informação e publicações; Seminários, palestras, simpósios; Pesquisa, programas e planos de estudo conjuntos; Acesso a equipamentos e material específico.

Colaborar em atividades de formação de professores, pesquisa científica e desenvolvimento tecnológico, intercâmbio de professores e alunos, bem como na utilização e comercialização a terceiros de tecnologias desenvolvidas pelas instituições através de assinatura de Acordos Específicos.


Áustria

Acordo na área de Medicina e Bioquímica / Prevê mobilidade estudantil a partir do terceiro ano de curso.

________________________________________________________________________________

Canadá

Protocolo de colaboração nas áreas de ciências da educação, ciências humanas, ciências da natureza, administração e ciências econômicas. Realização conjunta de projetos de pesquisa; intercâmbio de estudantes, de professores e de especialistas em estágios de ensino e de formação; estágios; publicações conjuntas e intercâmbio de experiências.

Acordo em todas as áreas acadêmicas. Desenvolver colaboração científica e cultural nas diferentes áreas do conhecimento, incluindo o desenvolvimento de estudos e pesquisas integrados conjuntos; mobilidade de estudantes, professores e pessoal técnico-administrativo; projetos culturais e seminários conjuntos; programas acadêmicos de curta duração.

 


Chile

Acordo em todas as áreas acadêmicas; intercâmbio de professores e  estudantes (troca de informações e materiais acadêmicos, pesquisa, realização de estágios, desenvolvimento de projetos, publicações conjuntas, organização de eventos culturais, seminários e congressos acadêmicos).

Acordo em todas as áreas acadêmicas, inclusive intercâmbio de alunos, docentes, pesquisadores, técnicos de nível superior, colaboradores de pesquisa.

Acordo em todas as áreas acadêmicas. Desenvolver em conjunto atividades acadêmicas, científicas  e técnicas. Intercâmbio de alunos e docentes; projetos e programas conjuntos de pesquisa; seminários, atividades de cooperação técnica e pesquisa.

 


Colômbia

Pesquisa nas áreas de: Sistemas aquáticos, Rebanhos sustentáveis e Restauração ecológica.

Todas as áreas do conhecimento / projetos conjuntos de pesquisa; realização conjunta de eventos; edições conjuntas de publicações; Intercâmbio de professores e pesquisadores; etc.

Acordo amplo – pós-graduação em engenharia.

Acordo amplo. Desenvolvimento de atividades conjuntas como: Intercâmbio de professores e alunos; coordenação de projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico; definição e desenvolvimento de programas de extensão; seminários internacionais e outros eventos; publicações.


Coreia 

Acordo amplo. Áreas de interesse mútuo. Intercâmbio de estudantes, professores, pesquisadores e técnicos administrativos; projetos de pesquisa colaborativos, palestras, seminários, conferências e simpósios; intercâmbio de informação acadêmica e material..

 



Cuba

Acordo amplo. Intercâmbio de professores e pesquisadores.

Áreas de interesse mútuo. Intercâmbio de especialistas e estudantes e professores convidados e  planos, programas, materiais de estudo, informação científico-técnica e materiais audiovisuais; Projetos de pesquisas científicas; seminários, simpósios e pesquisas; Elaboração de artigos científicos e outras publicações.


Espanha

Acordo macro. Promover cooperação acadêmica, científica e cultural. Realizar programas de intercâmbio e formação de pessoal; estágios; intercâmbio de informação e documentação; formação de redes temáticas; publicações sobre temas de interesse comum; projetos de cursos e atividades de pós-graduação.

Acordo macro. Desenvolver a realização de estudos e projetos de investigação em temas de interesse comum.  Realizar programas de mobilidade acadêmica discente, docente e de demais servidores de ambas as instituições. 

Acordo macro. Promover o desenvolvimento e a difusão da cultura e, em particular, o desenvolvimento do ensino superior de graduação e pós-graduação e a investigação científica e tecnológica. Realizar programas de mobilidade acadêmica discente, docente e de pesquisadores de ambas as instituições; intercâmbio de informação e documentação; realização de seminários, congressos e afins; publicações e projetos científicos conjuntos.

Acordo macro. Realização de projetos de pesquisa e publicações conjuntas em áreas de interesse comum; intercâmbio de pesquisadores, corpo docente, corpo administrativo e estudantes; organização de colóquios internacionais.

 


Estados Unidos

Acordo na área de economia ecológica,  intercâmbio de alunos, docentes, pesquisadores, técnicos de nível superior, colaboradores de pesquisa, promoção de eventos culturais e científicos, publicações acadêmicas. 

Acordo em todas as áreas acadêmicas; intercâmbio de alunos, docentes, pesquisadores, técnicos de nível superior, pesquisadores.

Acordo em todas as áreas acadêmicas, inclusive mobilidade discente e docente, pesquisadores, colaboradores de pesquisa.

Acordo em todas as áreas acadêmicas. Cooperar em programas educacionais e projetos de pesquisa. Intercâmbio de informações; intercâmbio de alunos para estudo e pesquisa e de corpo docente para pesquisas, palestras, seminários/simpósios; atividades de pesquisa conjunta; colaborações online.

Acordo em todas as áreas acadêmicas. Desenvolver em conjunto programas de cooperação educacional e de pesquisa para estudantes e docentes das duas universidades.  Intercâmbio entre estudantes e docentes, estudos no exterior, desenvolvimento de pesquisa conjunta, seminários e programas de trabalho. Desenvolvimento do Programa Flagship Português na UFSJ.

Acordo em todas as áreas acadêmicas. Facilitar a discussão de programas mais específicos de colaboração, que podem incluir intercâmbio de alunos, professores e técnicos-administrativos e pesquisa conjunta.

Acordo para o curso de Letras. programa de intercâmbio cooperativo caracterizado pela oportunidade de estágio para os alunos da UFSJ e oportunidade de estudar no exterior para os alunos da UNG.

Carta de Intenções. Facilitar futuros acordos que possam estabelecer formalmente o intercambio internacional de professores e alunos, pesquisa e programas de desenvolvimento educacional.

Acordo. estabelecer relações cooperativas entre as instituições por assistência mútua nas áreas de educação e pesquisa. Desenvolver atividades e programas, tais como ensino, pesquisa, intercâmbio de professores e estudantes, e desenvolvi­mento de pessoal que fomentará e desenvolverá o relacionamento colaborativo.

 


França

Áreas comuns / mobilidade de estudantes e de pessoal; troca de documentação acadêmica; colaboração em ensino, pesquisa, expertise, desenvolvimento; ativ. culturais e intelectuais para  benefício dos funcionários e alunos. 

Troca de experiências e de pessoal na área de ensino, pesquisa, gestão, administração e cultura em geral, em áreas de interesse comum.

Áreas específicas, de interesse mútuo, definidas pelos responsáveis das duas Instituições. intercâmbio de pesquisadores, de professores, técnico-administrativos (os intercâmbios deverão ser programados de acordo com o calendário elaborado conjuntamente, ao longo do ano acadêmico que precede ao programa de intercâmbio) e alunos e estagiários. 

 

 


Holanda

Todas as áreas comuns /  Mobilidade discente (graduação e pós) e docente, pesquisadores, colaboradores de pesquisa, estágios.


Inglaterra

Acordo de Confidencialidade Recíproca em pesquisas 

 

Irlanda

Intercâmbio de alunos e/ou estagiários; Intercâmbio de professores e/ou servidores; Atividades conjuntas de pesquisas e publicações; Participação em seminários e reuniões acadêmicas; Intercâmbio de materiais acadêmicos e outras informações; Programas colaborativos conjuntos que possam levar a dupla diplomação; Programas acadêmicos especiais de curta duração; Atividades conjuntas de Centro de Incubação de Negócios.

Acordo para todas as áreas acadêmicas. Facilitar e aumentar a cooperação acadêmica através do intercâmbio de docentes e estudantes.

 


Itália

Área de história, intercâmbio de pesquisadores e participação mútua em programas de pesquisa.

Acordo na área de Psicologia.

Acordo para as áreas em comum. 

 

México

Todas as áreas comuns, inclusive mobilidade discente e docente, pesquisadores, colaboradores de pesquisa. 

Todas as áreas comuns. Desenvolver atividades procurando a promoção do conhecimento através de projetos colaborativo. Intercâmbio de alunos, docentes e pesquisadores; atividades de pesquisa conjuntas e programas de educação continuada; troca de Informação e publicações; organização de seminário, conferências, minicursos.

 


Moçambique

Acordo  em todas as áreas acadêmicas.


Portugal

Troca de informação e publicações; Colóquios, conferências, congressos, cursos, encontros; Pesquisa, programas, projetos e planos de estudo conjuntos; Mobilidade de estudantes, pesquisadores, docentes.

Acordo amplo.

Acordo amplo.

Termo Aditivo para promover o intercâmbio de estudantes, de docentes e de investigadores dos cursos de História e Letras, no âmbito do Projeto de Investigação, intitulado "Práticas de Representação Sócio-Culturais no Novo Mundo Atlântico Português dos séculos XVI ao XX". 

Intercâmbio de estudantes, membros do corpo docente e técnicos de nível superior, participação em seminários e encontros acadêmicos, elaboração de atividades conjuntas de pesquisa, atividades de intercâmbio cultural, participação conjunta em cursos internacionais, outras atividades de interesse mútuo. 

Acordo amplo. Intercâmbio e membros do corpo docente, discente e quadro técnico de nível superior, pesquisas em conjunto. 

Acordo amplo.  Intercâmbio de docentes, investigadores e estudantes; Cooperação técnica e científica; Colaboração em alguns domínios de ensino e na promoção de acções específicas de formação, realização conjunta de conferências, colóquios, seminários e actividades similares