Minas Gerais entra na Onda Roxa a partir desta quarta, 17

O site do governo de Minas Gerais informa que, a partir desta quarta-feira, 17 de março, todas as regiões do Estado entrarão na Onda Roxa do programa Minas Consciente, protocolo de biossegurança desenvolvido com o objetivo de conter a disseminação da Covid-19. A medida terá validade, a princípio, por 15 dias. A Universidade Federal de São João del-Rei, em respeito à grave situação da pandemia, publicou portaria de adequação à Onda Roxa.

Segundo a assessoria do governo, “a decisão foi comunicada durante reunião com prefeitos e representantes de consórcios municipais de saúde, em que foi relatado o agravamento da situação em todas as macrorregiões do Estado.” Na mesma reportagem, o governador Romeu Zema explica que “as filas nos hospitais só têm aumentado. Sabemos que a solução definitiva para esse cenário é a vacinação. Ela está mais rápida, mas ainda é insuficiente para garantir a queda na busca por atendimento médico. Por isso, não nos resta opção a não ser adotar medidas mais restritivas. É uma questão humanitária, para não assistirmos cenas de horror.”

Veja, abaixo, o que é a Onda Roxa, ou acesse, diretamente, a matéria publicada pela assessoria do governo aqui.

Onda Roxa
Conforme a Deliberação 130, de 3 de março de 2021, do Comitê Extraordinário Covid-19, durante a vigência da Onda Roxa, somente poderão funcionar as atividades e serviços essenciais, elencados neste link, bem como seus respectivos sistemas logísticos de operação e cadeia de abastecimento e fornecimento.

As atividades e serviços essenciais deverão seguir o protocolo sanitário previstos pelo Minas Consciente e priorizar o funcionamento interno e a prestação dos serviços na modalidade remota e por entrega de produtos.

As atividades de operacionalização interna dos estabelecimentos comerciais e as atividades comerciais que se realizarem por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares, e de entrega de mercadorias em domicílio ou de retirada em balcão, vedado o consumo no próprio estabelecimento, estão permitidas, desde que respeitados o protocolo citado acima.

A Onda Roxa inclui, ainda, medidas como toque de recolher das 20h às 5h, proibição de circulação de pessoas sem máscara, proibição de circulação de pessoas com sintomas gripais (exceto para buscar atendimento), barreiras sanitárias, proibição de eventos (públicos ou particulares).


Publicada em 16/03/2021
Fonte: ASCOM

 Voltar