Histórico do Congresso


       

A história do CONGRESSO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA inicia-se com a criação da Semana de Estudos e Divulgação de Pesquisas (SEDIP) em 1987, que teve como papel divulgar os trabalhos produzidos pela comunidade acadêmica da UFSJ, na época FUNREI, buscando articular a pesquisa e extensão. Essa semana contava com a apresentação de trabalhos de pesquisa, incluídos os de Iniciação Científica, e de Extensão. Em 1993, inicia-se o I Seminário de Iniciação Científica, com a apresentação dos trabalhos de iniciação científica desenvolvidos pelos alunos da UFSJ, na época FUNREI, e pelos alunos de outras instituições. Surge então, em 2002, o I Congresso de Produção Científica que congregou três eventos: o IX SIC (Seminário de Iniciação Cientifica), XV SEDIP (Semana de Divulgação de Estudos e Pesquisas) e I SEMEX (Semana de Extensão Universitária). Esse formato possibilitou um ganho institucional na medida em que houve um maior envolvimento dos alunos e pesquisadores com a realização do evento, contribuindo para a consolidação de uma cultura de pesquisa e de extensão como formas de produção do saber na instituição. Ao congregar os três eventos – IX SIC (Seminário de Iniciação Cientifica), XV SEDIP (Semana de Divulgação de Estudos e Pesquisas) e I SEMEX (Semana de Extensão Universitária) -, a instituição deu, portanto, um salto. Avançou do estágio de uma mera condição metodológica para realizar plenamente o espírito do tripé que deve caracterizar ações de uma universidade.


Congregando a produção científica de uma comunidade acadêmica que se fortalecia, as atividades da SEDIP perduraram até 2008, com um avanço notável saltando, por exemplo, de um total de 261 trabalhos em 2003, dos quais 127 foram apresentações na SEDIP, 65 foram trabalhos de IC no SIC e 69 de extensão na SEMEX, para um total de 548 apresentações em 2008, sendo 183 de Iniciação Científica, 303 trabalhos na SEDIP e 62 trabalhos na SEMEX. Essa evolução demonstrou a necessidade de repensar esse evento científico, buscando garantir a qualidade dos trabalhos apresentados e a eficácia dessa semana para a divulgação da produção científica institucional. Com essa preocupação, procuramos redimensionar esse evento para garantir condições operacionais para a sua execução, tanto no que se refere às condições de apresentação, como para assegurar a qualidade no que tange ao processo de avaliação dos trabalhos submetidos para o evento.

Em 2011, com base na tríade que sustenta a Universidade (Ensino, Pesquisa e Extensão), apresentamos a I Semana de Iniciação à Docência (SID), espaço de socialização de projetos e programas de iniciação a docência, em especial aqueles ligados ao Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID.

O PIBID foi criado pela CAPES em 2007 e institucionalizado em 2010. São alguns dos seus objetivos: incentivar a formação de professores para a Educação Básica; valorizar o magistério, incentivando os estudantes da Licenciatura a optarem pela carreira docente; promover a melhoria da qualidade da Educação Básica; promover a articulação integrada da Educação Superior com a Educação Básica do sistema público; elevar a qualidade das ações acadêmicas voltadas à formação inicial de professores nas Licenciaturas.

A UFSJ participa do PIBID desde sua primeira edição (2007), inicialmente integraram o projeto as Licenciaturas em Ciências Biológicas, Física, Letras, Matemática, Pedagogia e Química. Em 2010 e 2011, as Licenciaturas em Educação Física, Filosofia, História, Geografia, Música e Teatro ingressaram nos novos editais PIBID da CAPES.

A Mostra do Programa de Educação Tutorial (PET) tem por objetivo divulgar para as comunidades acadêmica e externa os trabalhos realizados pelos alunos do PET - Programa de Educação Tutorial da Universidade Federal de São João del-Rei. Os grupos apresentarão os diversos trabalhos produzidos nas áreas de Pesquisa e Extensão.

O Seminário de Internacionalização (SIN) tem como objetivo principal criar um foro de discussão sobre o papel da Internacionalização na universidade de hoje e apresentar experiências acadêmicas bem-sucedidas em instituições estrangeiras e o impacto delas na construção do conhecimento universitário.