Informações Gerais


O Programa Interdepartamental de Pós-graduação Interdisciplinar em Artes, Urbanidades e Sustentabilidade, PIPAUS, mestrado acadêmico interdisciplinar  é resultado de um processo de trabalho coletivo iniciado em 2013 e é fruto do amadurecimento das atividades de pesquisa e extensão do seu corpo docente, em especial as desenvolvidas no âmbito do Grupo Transdisciplinar de Pesquisa em Artes, Culturas e Sustentabilidade, do curso Teatro e do Grupo de Estudos de Pesquisas em Educomunicação, do curso de Comunicação Social – Jornalismo, ambos do Departamento de Letras Artes e Cultura, no LAUS - Laboratório de Arquitetura e Urbanismo Social do Curso de Arquitetura e Urbanismo e do Grupo Interdisciplinar A.T.A, do mesmo curso, todos da Universidade Federal de São João del-Rei.

Outro ponto a destacar no Programa é seu forte caráter aplicado ou, por assim dizer, ativista e com ênfase nas artes (artivista, portanto) e, é neste sentido que a arte é concebida nesta proposta: com base numa definição expandida que segue as redefinições de arte concebida não como um ato formal, mas como uma intervenção na sociedade, de modo que o artista  trabalha em equipes comunitárias interdisciplinares e a criatividade artística já não é um ato de isolamento.

Composto por catorze professores de cinco Departamentos: de Letras, Artes e Cultura (DELAC: cursos Letras, Teatro e Comunicação Social); de Arquitetura, Urbanismo e Artes Aplicadas (DAUAP: cursos Arquitetura e Urbanismo e Artes Aplicadas-Cerâmica); de Ciências Naturais (DCNAT: Curso Biologia), de Zootecnia (DEZOO), Departamento de Ciências Administrativas e Contábeis (DECAC: curso Administração)

O Programa, único na América Latina a conectar interdisciplinarmente disciplinas de artes e urbanidades com a sustentabilidade, parte da necessidade do tratamento transdisciplinar dos problemas contemporâneos para construir novas teorias e metodologias adequadas ao enfrentamento da agenda sustentável a partir do debate transversal e interdisciplinar sobre a modernidade ocidental e sua forma de produção de conhecimento, tendo as artes como elemento de ligação e um entendimento da sustentabilidade não apenas do ponto de vista das ciências naturais, mas, a partir de pressupostos que colaboram mutuamente seja em artes e/ou urbanidades, para que questões e soluções relacionadas aos campos do conhecimento envolvidos no Programa colaborem na relação sociedade-natureza mediada pela comunicação, pela tecnologia e pelo campo de aplicações de forma a contribuir para a agenda sustentável.